Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Socialite de 65 anos aprende a usar Instagram para postar luxos

Ela diz receber diversas cantadas on-line

Por João Batista Jr. 10 Maio 2019, 07h00
Sidney Volpe //.

Dona de uma butique multimarca em Campo Grande — mas morando também entre Miami e São Paulo —, Sidney Volpe ganhou projeção digital aos 65 anos. Desde que abriu ao público o perfil no Instagram, em janeiro, soma 70 000 seguidores. A senhora platinada só posta o que ela própria compra com seu cartão sem limites. Não há, Sidney garante, nenhum jabá. “Amo Chanel, Versace e Louis Vuitton, mas prefiro Roberto Cavalli para vestidos extravagantes”, enumera. “As mulheres da minha idade não querem ver menina novinha de biquíni, não há identificação.” Mas os rapazes querem ver Sidney. Ela diz receber di-versas cantadas on-line: “Explico que tenho marido, então os garotos viram meus fãs”. Sidney fez três cursos para aprender a usar as redes sociais. “Não há nada que uma mulher da minha idade não possa fazer ou aprender.”

Publicado em VEJA de 15 de maio de 2019, edição nº 2634

Envie sua mensagem para a seção de cartas de VEJA
Qual a sua opinião sobre o tema deste artigo? Se deseja ter seu comentário publicado na edição semanal de VEJA, escreva para veja@abril.com.br
Publicidade