Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Ronaldo concede pechincha fenomenal e vende mansão na pandemia

Imóvel passou de 22 para 16 milhões de reais

Por João Batista Jr. Atualizado em 20 jul 2020, 17h06 - Publicado em 17 jul 2020, 06h00

Em 2017, Ronaldo colocou no mercado sua mansão no Jardim América, em São Paulo, por 22 milhões de reais, mas a venda não ocorreu na velocidade que ele esperava. A preocupação aumentou com a pandemia e o tsunami econômico em decorrência do vírus. O que fazer? Oferecer um bom desconto, claro. Deu certo. O martelo foi batido por 16 milhões de reais e o novo morador da casa com 1 280 metros quadrados de área construída é o executivo Fabricio Bittar Garcia, vice-presidente comercial e de operações do Magazine Luiza. Antes disso, Ronaldo já havia conseguido desencalhar outra propriedade. Em 2019, o Fenômeno alugou seu tríplex do Leblon por 120 000 reais.

Publicado em VEJA de 22 de julho de 2020, edição nº 2696

  • Publicidade