Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

O terninho da discórdia de Kamala Harris

A vice foi julgada e condenada por usar não uma, nem duas, mas três vezes a grife italiana Dolce&Gabbana

Por Jana Sampaio Atualizado em 5 fev 2021, 12h31 - Publicado em 5 fev 2021, 06h00

Mal pisou na Casa Branca e Kamala Harris, 56 anos, a vice de Joe Biden, já sentiu os primeiros efeitos da vida sob microscópio: foi julgada e condenada por usar não uma, nem duas, mas três vezes a grife italiana Dolce&Gabbana, desancada até hoje por causa de um comercial de 2018 considerado racista. Em questão de dias, Kamala apareceu com um suéter e dois terninhos D&G — um deles, em xadrezinho cinza, na posse da secretária do Tesouro, Janet Yellen. O alarme foi soado pela blogueira Vittoria Vignone, que se dedica a escrutinar o guarda-­roupa vice-presidencial. Aproveitando o ensejo (e a chuva de cliques), a conscienciosa Vittoria levantou outra questão: precisa usar tanta grife de luxo? As respostas estão com a patrulha da moda.

Publicado em VEJA de 10 de fevereiro de 2021, edição nº 2724

Publicidade