Clique e assine a partir de 8,90/mês
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Glória Perez questiona decisão da Globo

Emissora comprou direitos de livro sobre o feminicida goleiro Bruno

Por João Batista Jr. - Atualizado em 9 jan 2020, 11h03 - Publicado em 9 jan 2020, 10h47

A premiada autora de novelas Glória Perez questionou uma decisão da Globo de forma pública: em sua conta do Twitter. Ela afirmou que “só pode ser uma piada; e de mau gosto” o estudo da emissora de fazer uma série inspirada na história do feminicida goleiro Bruno, autor do crime cruel que executou Eliza Samúdio.

Gloria está desinformada sobre o movimento do canal. A emissora confirmou a VEJA ter comprado os direitos do livro Indefensável — O Goleiro Bruno e a História da Morte de Eliza Samudio, da editora Record.

O objetivo da emissora: fazer uma série sobre o assassinato brutal idealizado pelo ex-jogador e ídolo do Flamengo. Ainda não há um roteiro aprovado pela direção da emissora, mas na alta cúpula do Projac fala-se que o projeto será dirigido por Amora Mautner, que cuidou de Assédio, série sobre o médico Roger Abdelmassih. Amora pensa na atriz Vanessa Giácomo para o papel de Eliza Samudio, mas o martelo ainda não foi batido.

Entre 2017 e 2019, Gloria Perez ocupou um cargo executivo no canal, como supervisora de autores. Desde meados do ano passado ela retomou seu ofício inicial. No currículo de Glória, conta o prêmio de Emmy Internacional de melhor novela com Caminho das Índias.

Continua após a publicidade
Publicidade