Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Danilo Gentili: ‘O Brasil exige que a gente beba’

Comediante é apresentador da série de comédia 'A História Bêbada - Drunk History', que estreia no canal pago Comedy Central

Por Rafael Aloi - Atualizado em 7 abr 2017, 14h08 - Publicado em 7 abr 2017, 11h02

Danilo Gentili  não é lá um grande fã da história do próprio país. Segundo o ex-CQC, para aturar a entediante construção do Brasil, o único caminho é estar fora de si. “Nossa história é muito chata, só resta beber mesmo para achar graça”, afirmou o apresentador, que na próxima segunda-feira estreia o programa A História Bêbada – Drunk History, no Comedy Central. Nele, Gentili convida outros comediantes para se embebedarem e narrarem um acontecimento histórico com liberdade “etílico-poética”. O resultado da atração do canal pago é divertido — mas pena que o aviso “beba antes de consumir” não aparece antes do talk show que Gentili apresenta nas noites do SBT.

Para o comediante, que fala como se fosse um conhecedor de causa, e não uma metralhadora de batatadas, a causa de tanto tédio é que o país nunca passou por uma guerra. “Ninguém conquistou nada aqui. Não fizemos uma guerra e lutamos, porque o governo estava oprimindo a gente, e conquistamos isso. Você não tem, de fato, heróis históricos no Brasil”, analisa. O humorista parece se esquecer não apenas de capítulos da escola como o sobre a Confederação dos Tamoios e a Confederação do Equador, mas também de episódios e personagens que aparecem em seu próprio programa, como a Revolução Farroupilha, Lampião e Maria Bonita.

Gentili ainda falou que alguns momentos históricos só aconteceram porque alguém bebeu antes. “Eu acho que quando D. Pedro falou ‘diga ao povo que fico’, ele só podia estar bêbado. Quem vai ficar aqui nessa porcaria?” Já em relação à história mais recente, não é segredo a opinião do apresentador. “O Lula parece que está bêbado faz tempo. Ele inclusive tentou expulsar o repórter do New York Times que disse que ele bebia. Mas quem me parece bêbado mesmo não é nem mais ele, mas quem o defende”, completa.

A História Bêbada – Drunk History importa o formato original do Comedy Central americano, que conta com versões locais no México e Reino Unido. A primeira temporada do humorístico apresenta 24 fatos notórios da história do Brasil, três por episódio. O programa funciona da seguinte maneira: a produção entregou um acontecimento brasileiro para um convidado, que pôde estudar esse fato até o dia da gravação. Este artista então divide com a audiência, depois de muitos drinques, a sua própria versão, enquanto um grupo de atores interpreta a narrativa.

Danilo Gentili também narra uma das história, mais especificamente o envolvimento de D. Pedro com a Marquesa de Santos. “É um registro histórico que mostra que ele desenhava o pênis dele nas cartas. É verdade isso, acharam as cartas”, explica o comediante. O ator não gosta muito de beber, mas aceitou o desafio para o programa. “Eu saí achando que eu bebi quatro pints de cerveja, só que depois eu encontrei com o pessoal e eles me disseram que eu bebi, na verdade, quatro pints, mais dois drinques e mais um não sei o que, nem lembro”, confessa.

Uma das histórias foi apresentada a jornalistas durante o evento de lançamento da série. O comediante de stand-up Igor Guimarães tentava narrar a trama Chalaça- o melhor amigo de D. Pedro, enquanto se desvencilhava do sono causado pela bebida. A prévia mostrou que o programa garante boas risadas, com as situações mais inusitadas que saem da mente inebriada, assim como no original americano.

“Procurei gente que sabia que ia ficar bêbado de verdade, e não aqueles que só iam fingir ou usar de artimanhas de atuação. Liguei para um por um dos convidados para explicar para não trazerem piadinhas de casa para não ficar forçado. O legal é preservar a loucura de um bêbado”, explicou Gentili sobre a escolha dos narradores convidados.

A História Bêbada – Drunk History será exibido no Comedy Central, a partir do dia 10 de abril, toda segunda-feira, às 23. Depois da exibição no canal pago, as histórias serão transmitidas individualmente como um quadro dentro do programa The Night, comandado pro Danilo Gentili no SBT.

Continua após a publicidade
Publicidade