Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

A quarentena em Caraíva do cantor Silva

Ele é símbolo da boa nova geração de MPB e diz estar quase sozinho na praia baiana

Por João Batista Jr. Atualizado em 27 mar 2020, 09h52 - Publicado em 27 mar 2020, 06h00

Símbolo da boa nova geração de MPB, o cantor Silva se mudou há duas semanas do Espírito Santo para a paradisíaca Caraíva, na Bahia, para compor e produzir seu novo álbum. “Com a agenda parada por causa do coronavírus, essa viagem seria o melhor a fazer”, afirma. Silva diz estar quase sozinho na praia baiana. “As ruas estão vazias, há um silêncio absoluto. Tempos estranhos.” Por serem estranhos é que pedem arte. Silva promete incluir ritmos de axé em seu próximo trabalho. “A música tem o papel de unificar e sensibilizar as pessoas, ainda mais em tempos em que lideranças negam a ciência”, explica.

Publicado em VEJA de 1 de abril de 2020, edição nº 2680

  • Publicidade