Clique e assine a partir de 8,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Corrida do streaming: Globoplay ganha reforço de canais pagos

Site vai somar programação de 21 canais da Globo, ação que aumenta poderio da empresa no streaming e se mostra sintoma da decadência da TV por assinatura

Por Raquel Carneiro - Atualizado em 31 ago 2020, 12h43 - Publicado em 31 ago 2020, 12h33

O Globoplay, streaming da rede Globo, ganha a partir desta terça-feira, 1º de setembro, o reforço do conteúdo ao vivo dos canais pagos da empresa, como Multishow, GloboNews, GNT e Viva. Em anúncio feito nesta segunda-feira, 31, a plataforma detalhou novas opções de assinatura que entrarão em fase de teste ao longo do mês. No total, serão 21 canais agregados no site.

A ação não só torna o Globoplay mais competitivo entre os aplicativos de streaming disponíveis no Brasil – sendo a Netflix, líder de mercado, sua principal concorrente — mas demonstra um descolamento da Globo com a TV por assinatura, em queda no país. “É um movimento natural, até as operadoras já planejam seus canais de streaming”, disse Erick Brêtas, diretor de Produtos e Serviços Digitais da Globo em coletiva de imprensa. A ampla concorrência no streaming, que ganhará este ano a chegada do Disney+, também tem sido acompanhada de perto pela Globo. “Até o ano que vem, teremos pelo menos dez grandes canais de streaming competindo no Brasil. Nosso diferencial é a ampla produção nacional. A chegada do Disney+, por exemplo, não nos preocupa. Não estamos na briga por conteúdo internacional”, disse.

Além do catálogo atual do Globoplay que conta com séries e filmes, nacionais e estrangeiros, além da programação da rede Globo, será oferecida uma nova opção de assinatura com a grade ao vivo dos canais por assinatura da casa, são eles: Multishow, GloboNews, Viva, GNT, os esportivos SporTV 1, 2 e 3, Off, os infantis Gloob e Gloobinho, Bis, Mais Globosat, Universal TV, Studio Universal, SYFY, Megapix, Futura e canal Brasil. Já os canais Premiere, Combate e Telecine poderão ser adquiridos de forma personalizada dentro da plataforma. Os preços das assinaturas vão de 22,90 a 79,90 reais.

ASSINE VEJA

A esperança dos novatos na bolsa Leia nesta edição: a multidão de calouros no mercado de ações, a ‘lista negra’ de Bolsonaro e as fraudes na pandemia
Clique e Assine

Em um primeiro momento, os programas da TV paga ficarão disponíveis durante sua exibição ao vivo, com uma janela de retorno de quatro horas da programação. Após seis meses, o conteúdo exibido entrará no ar para ser visto em qualquer momento pelo espectador.

Segundo Brêtas, no primeiro semestre de 2020, o Globoplay aumentou a base de assinantes em 145%, e o consumo de horas do conteúdo triplicou. A chegada dos demais canais da Globo dobrou o investimento da empresa no streaming, chegando a 1,4 bilhão de reais.

Continua após a publicidade
Publicidade