Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

20 anos do 11 de setembro: cinco filmes para refletir sobre a tragédia

Confira quatro longas ficcionais e um documentário disponíveis no streaming que observam o terrível atentado sob múltiplos pontos de vista

Por Tamara Nassif, Marcelo Canquerino Atualizado em 10 set 2021, 17h28 - Publicado em 10 set 2021, 11h39

O próximo sábado marca 20 anos do dia que parou o mundo. Em 11 de setembro de 2001, dois aviões comerciais foram sequestrados por terroristas da Al-Qaeda, grupo então liderado por Osama Bin Laden, e jogados contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York – enquanto outro atingiu o Pentágono e uma quarta aeronave foi derrubada na Pensilvânia. No total, 2.983 pessoas foram vítimas dos ataques. É difícil encontrar alguém que não conheça essa história – de lá para cá, a arte vem tentando entender a tragédia sob os mais diversos pontos de vista. De longas ficcionais a documentários, confira cinco filmes disponíveis no streaming que ajudam a remontar o episódio que marcou o início do século XXI: 

Quanto Vale?, disponível na Netflix

Líder do Fundo de Compensação às Vítimas, o advogado Ken Feinberg (Michael Keaton) foi incumbido de uma tarefa impossível: determinar quanto vale a vida de uma pessoa que morreu nos atentados de 11 de setembro. Ao lado de um time também consternado com a missão, ele deve usar uma fórmula rígida para, de alguma forma, indenizar os entes queridos das vítimas. Se não conseguir persuadir os mais de 7 000 familiares a se inscreverem no plano do governo americano, corre-se o risco de uma avalanche de ações judiciais quebrar a economia. Mas como transformar em números e planilhas o valor da perda de um pai, uma mãe, uma esposa, um namorado, uma filha? O drama da Netflix, lançado na última semana, é uma das obras que melhor conseguem expor a dramática dimensão humana do atentado. 

O Dia que Mudou o Mundo, disponível no NOW e outras plataformas de aluguel

Antes de ser o terrorista no controle de um dos aviões sequestrados pela Al-Qaeda, Saed (Roger Azar) era o amor da vida de Asli (Canan Kir). O relacionamento era conturbado – a jovem tinha de escondê-lo da mãe, que não aceitava um genro de outra religião. Mas, quando o casal se muda para a Alemanha para começar a vida a dois, parecia que o futuro era promissor. Sempre cúmplices, eles começam a divergir: Saed se torna cada vez mais radical, enquanto Asli se vê forçada a esconder os segredos do marido. Exibido no Festival de Berlim de 2021, o longa da diretora Anne Zohra Berrached, inspirado em uma história real, vê o 11 de Setembro por um ângulo pouco explorado, enquanto reflete sobre o amor em um ambiente envenenado pelo radicalismo.  

Continua após a publicidade

A Hora Mais Escura, disponível na Netflix e no Globoplay 

Através de uma mistura equilibrada de ficção e realidade, Kathryn Bigelow foi responsável por entregar um dos filmes mais aclamados sobre os desdobramentos do 11 de setembro. Com cinco indicações ao Oscar, A Hora Mais Escura acompanha a história de Maya (Jessica Chastain), uma agente da CIA que descobre os principais interlocutores do grupo terrorista Al Qaeda e passa a participar das operações focadas em capturar Osama Bin Laden. Provando seu talento após ter recebido o Oscar de melhor diretora por Guerra ao Terror — foi a primeira mulher a conseguir o feito — Bigelow dramatiza a caçada por Bin Laden de forma detalhista, com grandes cenas de tensão e ação.

Tão Forte e Tão Perto, disponível no NOW e na HBO Max 

Oskar Schell (Thomas Horn) é um jovem garoto que precisa lidar com a perda do pai, Thomas (Tom Hanks), morto durante os atentados de 11 de setembro. Após um ano da tragédia, Schell descobre um envelope misterioso com o nome Black e uma chave após vasculhar o guarda-roupa do pai. O garoto, levado pela certeza de que os itens são enigmas, inicia uma busca por toda Nova York para desvendar o mistério. A trama é baseada no livro Extremamente Alto & Incrivelmente Perto, de 2005, escrito por Jonathan Safran Foer, e traz para as telas um drama de caráter mais humano. Indicado ao Oscar de Melhor Filme em 2012, Tão Forte e Tão Perto dá destaque para a jornada de Schell e extrapola as emoções para além do sentimento de perda.

11/09 – A Vida Sob Ataque, disponível no Globoplay 

Cena do documentário '11/09 - A Vida Sob Ataque'
Cena do documentário ’11/09 – A Vida Sob Ataque’ BBC/Globoplay/Reprodução

A tragédia dos atentados terroristas de 11 de setembro é amplamente conhecida e já foi explorada sob as mais variadas perspectivas no cinema e na televisão. É uma perspectiva única e perturbadora, contudo, a que se vê aqui. No dia dos ataques, muitas pessoas que estavam pelos arredores do World Trade Center fizeram filmagens com suas próprias câmeras. O novo documentário da rede britânica BBC mostra algumas dessas gravações que até hoje não haviam sido vistas por ninguém. A narrativa é construída através de histórias do atentado nunca antes relevadas, pelas lentes daqueles que vivenciaram os ataques.

Continua após a publicidade
Publicidade