Clique e assine a partir de 9,90/mês
Rio Grande do Sul Por Veja correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens gaúchos. Por Paula Sperb, de Porto Alegre

Aos 33 anos, Eduardo Leite (PSDB) é eleito governador do RS

O tucano venceu o atual governador, José Ivo Sartori (MDB); em Pelotas, Leite teve mais de 90% dos votos

Por Paula Sperb - Atualizado em 30 out 2018, 15h37 - Publicado em 28 out 2018, 17h13

Aos 33 anos, Eduardo Leite (PSDB) foi eleito o futuro governador do Rio Grande do Sul. O tucano venceu o atual governador, José Ivo Sartori (MDB) por 53,40% contra 46,60%, com 97,17% das urnas apuradas.

O tucano foi prefeito de Pelotas, sua cidade natal, de 2013 2016. Em Pelotas, Leite recebeu a maioria dos votos, 90,31% contra 9,69% de Sartori, com 97,34% das urnas apuradas.

Leite é filiado ao PSDB desde os 16 anos. O futuro governador é formado em Direito pela UFPel (Universidade Federal de Pelotas) e estuda mestrado em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Assim que sua eleição foi confirmada matematicamente, Leite disse à imprensa que “quer estar à altura da expectativa dos eleitores”, que querem ” esperança no lugar do medo”.

Em entrevista a VEJA (leia aqui), Leite disse que sua candidatura tinha o objetivo de “transformar a realidade” por meio da política.  “Entendo que política é missão. Através da política, me sinto colaborando para transformar a realidade. Todo mundo pode dar uma contribuição para um mundo melhor sendo um bom pai, uma boa mãe, um bom filho, um bom profissional. Mas a política dá escala a essa transformação. Quando se atua em um governo, se consegue tocar na vida de milhões de pessoas.  Depois de ter sido prefeito de Pelotas, ter conseguido eleger um sucessor, terminado meu mandato com 87% de aprovação, fui chamado para liderar um projeto para o estado. Me escolheram para essa missão e vou me dedicar a ela”, disse na ocasião.

 

Continua após a publicidade
Publicidade