Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Ricardo Rangel

Palavra de Augusto Heleno

O ministro que afirmou em juízo que Bolsonaro não tentou interferir na PF agora afirma que a Abin não orientou Flavio

Por Ricardo Rangel 14 dez 2020, 20h13

O ministro-general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, nega peremptorimente que a Abin tenha produzido relatórios para orientar a defesa de Flavio Bolsonaro.

O general Heleno é aquele que negou em juízo — sob juramento — que Jair Bolsonaro tenha tentado interferir na Polícia Federal. E afirmou que, ao olhar de maneira hostil para Sergio Moro e ameaçar “trocar o ministro”, o presidente não estava se referindo a Sergio Moro.

Esse é Augusto Heleno.

Publicidade