Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Vai ver, então, a “extrema direita” virou o xodó da “Gaiola das loucas e dos loucos”

Cresce a conversa estúpida, a exemplo do que disse Tarso Genro, de que movimentos de direita (ver post anterior) estariam por trás dos atos violentos nas passeatas Brasil afora. Vai ver, então, a extrema direita virou o xodó da “Gaiola dos Loucos e das Loucas” em que se transformaram algumas emissoras de TV no Brasil, […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 05h56 - Publicado em 24 jun 2013, 16h45

Cresce a conversa estúpida, a exemplo do que disse Tarso Genro, de que movimentos de direita (ver post anterior) estariam por trás dos atos violentos nas passeatas Brasil afora. Vai ver, então, a extrema direita virou o xodó da “Gaiola dos Loucos e das Loucas” em que se transformaram algumas emissoras de TV no Brasil, que chamam de “pacífica” gente que sapateia em cima do Congresso, com tocha acesa na mão.

Extrema direita? A direita, no Brasil, já não lota uma Kombi. Imaginem, então, a extrema direita… O que praticamente não vi até agora foi esquerdista se opondo ao movimento, com medo “do povo”. Ou será que Rui Falcão, presidente do PT, recomendou que os petistas aderissem às passeatas porque quer dar uma forcinha à… extrema direita?

Segundo pesquisa Ibope, encomendada pela TV Globo, nada menos de 33% dos entrevistados nesses eventos justificam atos de vandalismo: 5% deles, sempre; 28%, só de vez em quando. Será que a extrema direita é assim tão grande?

Mas a “hipótese extrema direita” não para de ser aventada, especialmente pelos “jornalistas progressistas” do Estadão… Os extremo-direitistas teriam obrigado os petistas e outros esquerdistas a ensarilhar as bandeiras na Paulista, no dia 18.

Mentira!

Basta assistir aos vídeos para ver que foram manifestantes comuns, sem qualquer marca de tribo ou vinculação partidária. Tentam fazer de conta que os “carecas” calaram os petistas. Não foi, não! Quem os botou para correr foram pessoas que não suportam mais a corrupção.

Fico muito à vontade para escrever isso, não é? Como sabem, não apoio a forma como se dá esse movimento. E não apoio porque, no fim das contas, acho que a esquerda sairá ganhando — a petista ou alguma coisa ainda pior do que ela. Não apoio porque o método consagrado é autoritário, consagrado pelas esquerdas fascistas.

Continua após a publicidade
Publicidade