Clique e assine com 88% de desconto
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Posso entender que me hostilizem. Mas por que cercaram Caco Barcellos ou incendiaram carro da Record?

Posso compreender perfeitamente por que um manifestante carrega uma foto minha me mandando calar a boca. Sou quem sou. Penso o que penso. Mas qual a razão da selvageria contra Caco Barcellos, por exemplo, que comanda o programa “Profissão Repórter”, da TV Globo, a exemplo do que aconteceu na manifestação de segunda, em São Paulo? […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 17 fev 2017, 14h20 - Publicado em 18 jun 2013, 22h40

Posso compreender perfeitamente por que um manifestante carrega uma foto minha me mandando calar a boca. Sou quem sou. Penso o que penso. Mas qual a razão da selvageria contra Caco Barcellos, por exemplo, que comanda o programa “Profissão Repórter”, da TV Globo, a exemplo do que aconteceu na manifestação de segunda, em São Paulo? Vejam este vídeo. Volto em seguida.

Voltei
É claro que é um absurdo!
É claro que é um despropósito!
É claro que se trata de uma manifestação fascistoide.

“Se nem a Globo nem ele falaram nada, quem é você pra falar?” Não estou falando em defesa da emissora, que certamente a dispensaria. Tampouco de Barcellos, que pode se defender sozinho. Estou falando em defesa da liberdade de expressão — e isso também me diz respeito.

Ainda que Barcellos pensasse o que eu penso — e acredito que, em quase tudo, as diferenças não poderiam ser maiores —, os manifestantes não tinham e não têm o direito de fazer o que fizeram.

“Ah, é só um pequeno grupo… Também houve gente que apoiou.” Não muda nada! O fato é que a hostilidade à imprensa é uma das marcas dessas manifestações. “Sinal de que o jornalismo está com problemas…” Não. Sinal de que há um clima de intolerância nas ruas, isto sim, muito próprio de um movimento que dá ao poder público uma de duas alternativas: ceder ou ceder.

Publicidade

Eu sempre me preocupo quando esses brucutus não conseguem saber nem mesmo quem são seus aliados objetivos. Nesta terça, um carro-gerador da TV Record foi incendiado. Rejeitam a imprensa ou qualquer coisa que lembre isso por princípio. Sabem por quê? Porque isso já representa alguma forma de mediação, um dos pilares da democracia. E, por óbvio, embora falem em seu nome, eles a odeiam.

Publicidade