Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Pesquisa Ibope-Globo — Rio: Crivella continua subindo e lidera com 31% dos votos

Pedro Paulo e Freixo têm 9%, Bolsonaro e Jandira têm 8% das intenções de voto

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 21h51 - Publicado em 14 set 2016, 21h54

No G1:

A segunda pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (14), aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a prefeitura do Rio de Janeiro:

– Marcelo Crivella (PRB) – 31%

– Marcelo Freixo (PSOL) – 9%

– Pedro Paulo (PMDB) – 9%

– Flávio Bolsonaro (PSC) – 8%

– Jandira Feghali (PC do B) – 8%

– Indio da Costa (PSD) – 7%

– Osorio (PSDB) – 3%

– Alessandro Molon (Rede) – 1%

– Cyro Garcia (PSTU) – 1%

– Carmen Migueles (Novo) – 0%

– Branco/nulo – 14%

– Não sabe/não respondeu – 4%

O nome da candidata Thelma Bastos (PCO) constava no disco apresentado aos entrevistados, porém não foi citada por nenhum deles.

PESQUISA ELEITORAL

Números da disputa para prefeito do Rio

ibope, 23/8

datafolha, 26/8

datafolha, 9/9

ibope, 14/9

Segundo o Ibope, cinco candidatos estão tecnicamente empatados em segundo lugar: Marcelo Freixo, Pedro Paulo, Flávio Bolsonaro, Jandira Feghali e Indio da Costa.

No levantamento anterior, realizado pelo instituto entre 20 e 22 de agosto, Crivella tinha 27%, seguido por Freixo (12%), Bolsonaro (11%), Jandira (6%), Pedro Paulo (6%), Indio da Costa (5%), Osorio (4%), Molon (2%), Carmen Migueles (1%) e Cyro Garcia (1%). Carmen não tinha pontuado e Thelma Bastos não entrou na pesquisa, que foi realizada antes de a candidata ser registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Brancos e nulos eram 20% e indecisos somavam 5%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo.

O Ibope ouviu 1.001 eleitores entre os dias 12 e 13 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) sob o protocolo RJ-08958/2016.

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

– Marcelo Crivella: 19%

– Marcelo Freixo: 7%

– Pedro Paulo: 6%

Continua após a publicidade

– Flávio Bolsonaro: 4%

– Jandira Feghali: 4%

– Indio da Costa: 3%

– Osorio: 2%

– Outras respostas: 1%

– Branco/nulo: 28%

– Não sabe/não respondeu: 23%

Segundo turno

Pela primeira vez, o Ibope elaborou três situações de segundo turno. Os candidatos escolhidos para esses cenários foram aqueles com intenções de voto mais altas na pesquisa do instituto, em agosto. A margem de erro também é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Veja os números.

Crivella: 52%

Freixo: 26%

Brancos/nulo: 20%

Não sabe: 2%

Crivella: 54%

Bolsonaro: 20%

Brancos/nulo: 23%

Não sabe: 3%

Freixo: 37%

Bolsonaro: 27%

Em branco/nulo: 31%

Não sabe: 5%

Rejeição

O Ibope também apontou a rejeição dos candidatos. As maiores rejeições são de Pedro Paulo (36%) e Jandira Feghali (35%). Na sequência, aparecem Flávio Bolsonaro (29%), Marcelo Crivella (24%), Indio da Costa (22%), Cyro Garcia (21%), Marcelo Freixo (18%), Osorio (18%), Alessandro Molon (18%), Carmen Migueles (16%), Thelma Bastos (16%), 3% disseram que votariam em qualquer candidato e 8% não sabem ou não responderam.

No levantamento anterior, Crivella e Jandira tinham rejeição de 35%. Na sequência, apareciam Pedro Paulo (33%), Flávio Bolsonaro (31%), Marcelo Freixo (25%), Cyro Garcia (22%), Índio da Costa (21%), Carlos Osório (20%), Alessandro Molon (18%), Carmen Migueles (18%), 1% disse que votaria em qualquer candidato ou que não rejeita nenhum, e 7% não sabem ou não responderam.

Avaliação da administração Eduardo Paes

Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação da administração do prefeito Eduardo Paes (PMDB). Veja os números:

– Ótimo/bom – 27%

– Regular – 38%

– Ruim/péssima – 34%

– Não sabe avaliar/não respondeu – 1%.

Na pesquisa anterior do Ibope, a gestão de Paes também havia sido avaliada como ótima ou boa por 27% dos entrevistados. Também foi o mesmo o índice de 56% dos que aprovavam a forma dele de administrar o município.

Continua após a publicidade
Publicidade