Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Pacote de bondades pode deixar uma bomba fiscal

Com seu afastamento iminente, Dilma tem agradado aliados e aumentado gastos para o próximo governo

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 22h49 - Publicado em 5 Maio 2016, 14h36

A poucos dias de seu afastamento provisório, a presidente Dilma Rousseff estaria planejando lançar mais um “pacote de bondades”. Dessa vez, ela estuda anunciar a liberação de recursos para um programa de habitação rural e para um fundo de desenvolvimento social – pautas que agradam ao MST. Essas novas medidas devem aumentar ainda mais as despesas da União, deixando uma espécie de “bomba fiscal” para a equipe de Michel Temer resolver. Lembre-se de que o “pacote de bondades” anunciado por Dilma no Primeiro de Maio já aumentou em 8 bilhões de reais as despesas do governo, e há alguns dias o Ministério da Cultura anunciou que vai usar 100 milhões de reais de recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador, já deficiente) para custear projetos musicais. Essa quantia pode crescer ainda mais e chegar a pelo menos 10 bilhões de reais com a publicação, nos próximos dias, de uma Medida Provisória que dá reajuste salarial diferenciado a auditores da Receita Federal.

Publicidade