Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os comunistas agora decidiram fazer sabão de criancinhas

Criancinhas que ainda nem sabem falar direito estão sendo mobilizadas por “professores” contra a PEC 241

Quando você acha que já viu de tudo, que o mundo não pode mais surpreendê-lo nem para o bem nem para o mal, que se atingiu ou o cume, a glória, ou o fundo do poço, eis que uma nova Maravilha pode se alevantar, ou, então, lá está o demônio da decadência a evidenciar que não há limite nos caminhos do inferno.

É verdade! A Maravilha costuma ser mais rara.

O vídeo abaixo impressiona. Traz crianças de uma escola indígena, do interior de Pernambuco, repetindo palavras de ordem contra a PEC 241. A gente mal consegue entender o que dizem porque ainda nem falam direito. Estão ainda no início da chamada “Educação Infantil”.

E o que dizem os infantes? Tradução:
“O povo unido/
jamais será vencido”

E

“Não à PEC dois, “quato”, um”.

O “quato” se explica. Praticamente, são ainda bebês.

Afirmei na manhã de hoje que as esquerdas estavam usando crianças de 8, 9, 10 anos como escudos humanos. Como vocês podem notar, eu estava sendo otimista. Agora eles estão usando é bebês mesmo.

Isso me lembra aquelas histórias de terror infantil.

Tanto já na cidade grande como ainda no interior, para que, quando crianças, não falássemos com estranhos, os adultos da família nos ameaçavam com “O Homem do Saco”. Era aquele ser mitológico, que andava com um saco às costas, onde escondia crianças que depois virariam sabão.

Em Dois Córregos, eu me lembro, quando tínhamos de ir do sítio pra cidade, volta e meia se encontravam nas estranhas os chamados “andantes”. Eram os andarilhos, que vagavam mundo agora, barba por fazer… E o saco nas costas.

Pois… Não restou mais nada às esquerdas senão fazer sabão ideológico com as criancinhas. Agora é assim: os infantes ainda nem saíram dos cueiros, lá está um molestador pronto para lhes passar os mantras.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Adina

    Já contei essa estória há algum tempo. Minha empregada tem uma filhinha de 4 anos. Ela a deixa em uma creche municipal. Detalhe, minha empregada, pobre, mãe solteira, que cuida da mãe velha cardíaca, sem aposentadoria, não gosta ou apoia o PT ou a esquerda. Também não recebe qualquer auxílio.
    Mas vamos ao que interessa, sua filhinha, Marjorie, na época do impeachment, voltou para casa e “explicou” para a mãe que a Dilma era igual a ela, era a “nossa mãe”, a mãe de todas as crianças e que como a “nossa” mãe, também errava, mas, nem por isso nós deveríamos deixar de amá-la.
    Sim, se as crianças são induzidas a amar os seus Governantes, quem disse que também não são a odiá-los.
    Isso é a esquerda petista.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Fausta

    Como é possível, Reinaldo, que as autoridades se calem diante de um crime desses? Onde está engavetado aquele Código de proteção à criança e ao adolescente? Pois é, isto é o que se pode chamar de total desprezo por aqueles que não têm com que se defender. Parece até que esses bandidos perversos estão copiando o Estado Islâmico, no que de mais abominável fazem, que é corromper crianças inocentes ao fanatismo cego, a fim de atingirem objetivos execráveis. É preciso uma providência urgente para combater essa facção criminosa que, ao que parece, já deveria estar na cadeia!!!

    Curtir

  3. Comentado por:

    Dion

    Como educador, abomino qualquer prática ideológica, ainda mais por se tratar de crianças em processo de alfabetização, sem um discernimento sobre o tema.
    É lamentável que professores adotem esta prática.

    Curtir

  4. Comentado por:

    alex

    Cadeia ainda é pouco…

    Curtir

  5. Comentado por:

    Ivo

    Disseste bem: molestadores! Pois quando era para ensinar… grossa a infantes era para a “libertação do povo”. Não passam de pederastas.

    Curtir