Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LULA, UM HOMEM DE PALAVRAS!

Vejam este vídeo. A imagem não é grande coisa. Vale pelo som. Leiam o que segue. Volto depois. Por Vera Rosa, no Estadão: Quatro dias depois de obrigar o PT de Minas a apoiar o PMDB na disputa ao Palácio da Liberdade, a cúpula petista deve avalizar hoje a candidatura de Roseana Sarney (PMDB) a um […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 15h06 - Publicado em 11 jun 2010, 07h29

Vejam este vídeo. A imagem não é grande coisa. Vale pelo som.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=AQOAZi__7hk?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344]

Leiam o que segue. Volto depois.
Por Vera Rosa, no Estadão:
Quatro dias depois de obrigar o PT de Minas a apoiar o PMDB na disputa ao Palácio da Liberdade, a cúpula petista deve avalizar hoje a candidatura de Roseana Sarney (PMDB) a um segundo mandato, anulando a decisão do Diretório Estadual do partido, que em março aprovou a aliança com o deputado Flávio Dino (PC do B-MA).

O apoio a Roseana é uma exigência da pré-candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff, e do presidente Lula. Dilma comparecerá hoje cedo à reunião do Diretório Nacional do PT, que vai bater o martelo sobre o imbróglio no Maranhão e ratificar a parceria em Minas com o PMDB.

A tendência é o PT aderir à campanha de Roseana. Motivo: a corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), que tem a maioria do partido, fechou questão, ontem, pela aprovação da aliança com a filha do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Continua após a publicidade

“Não se trata de intervenção porque o 4.º Congresso do PT, em fevereiro, deu ao Diretório Nacional atribuição para examinar em última instância as alianças nos Estados”, afirmou o presidente do PT, José Eduardo Dutra.

Embora a corrente de Lula tenha posição unificada pelo aval a Roseana, a reunião de hoje promete polêmica. Na noite de ontem, o grupo Mensagem ao Partido – do secretário-geral do PT, deputado José Eduardo Martins Cardozo (SP) – ainda pregava, como alternativa menos traumática a liberação do voto e neutralidade no Maranhão.

“O PT está se vendendo ao Sarney”, protestou o deputado Domingos Dutra (PT-MA). “Nós não vamos aceitar essa palhaçada. Se fizemos um encontro estadual e aprovamos a aliança com Flávio Dino, como essa decisão não vale?”

Na noite de quarta-feira, Dilma, ministros e coordenadores de sua campanha reuniram-se em Brasília para discutir o formato da convenção do PT, no domingo. O caso mais dramático, agora, é mesmo o do Maranhão, já que há negociações em andamento no Paraná, Pará e Ceará. Por ordem do comando petista, o diretório mineiro obrigou, na segunda-feira, o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel a desistir da disputa à sucessão do governador Antonio Anastasia (PSDB), afilhado do tucano Aécio Neves, para apoiar a candidatura do senador Hélio Costa (PMDB-MG). Pimentel havia vencido prévia contra o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias (PT).

Continua após a publicidade

“Estamos fazendo tudo em nome do projeto nacional para o casamento com o PMDB”, resumiu o deputado José Genoino (PT-SP). “Se a Roseana foi líder do governo Lula quando era senadora, como agora não serve para o PT apoiar?” Aqui

Comento
O Lula que fala lá no alto é o pré-candidato do PT à Presidência, em 2001, num ato no Maranhão. A Roseana a que ele se refere, obviamente, é esta mesma que está sendo imposta agora aos petistas. O Sarney  é o Sarney de sempre, e o Lobão é o Edison, seu atual ministro das Minas e Energia.

A família Sarney continua a mesma de nove anos atrás. Para ser justo, continua a mesma de 50 anos atrás. Para ser justo, continua a mesma de 100, 150 anos atrás… E por isso o único estado do Nordeste a não sofrer com o problema da seca também segue sendo o mesmo: apresenta os piores índices sociais do país.

É preciso ser justo: quem entende do riscado sabe que Lula também não mudou. O oportunismo, antes, o fazia atacar a família Sarney. E o mesmo oportunismo, agora, o leva a impor Roseana ao PT.

Lula sempre foi um homem de palavras!

Publicidade