Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— A minha versão do filme “2012”: Os mensaleiros, essa conspiração de honrados, têm de ter lugar reservado na Arca que vai salvar a humanidade; — Marco Aurélio Mello perde de vez o pudor e volta a atacar seus colegas de tribunal: o alvo da hora é Ayres Britto, presidente do Supremo; — A Rússia […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 08h06 - Publicado em 18 ago 2012, 06h45

A minha versão do filme “2012”: Os mensaleiros, essa conspiração de honrados, têm de ter lugar reservado na Arca que vai salvar a humanidade;
Marco Aurélio Mello perde de vez o pudor e volta a atacar seus colegas de tribunal: o alvo da hora é Ayres Britto, presidente do Supremo;
A Rússia é aqui – PF quer punir delegado que investigou mensalão e que afirmou que Dirceu liderou esquema de lavagem de dinheiro. Cuidado, bandas de rock! Dirceu é nosso Putin!;
Empresa do “Ronaldinho” de Lula deve R$ 6,1 milhões e enfrenta situação difícil;
O homem que tinha acesso irrestrito ao Palácio do Planalto, quando Lula era presidente, “em qualquer tempo e qualquer circunstância”;
Ministro da Saúde é acusado de improbidade administrativa;
Marcos Coimbra, o homem do Vox Populi, deveria é ser réu do mensalão, em vez de estar por aí “pousando” de pensador;
Greve: País é refém das divisões internas do PT e dos braços cruzados de Lula;
Em meio a impasse, greve nas federais completa 3 meses;
A votação será mesmo fatiada; Peluso deve participar apenas de parte do julgamento;
PT quer pôr seus tanques para cercar o STF. É o AI-13!!! Dizem que ministros precisam ser vigiados para não cometer atentados à democracia. E querem usar os advogados como massa de manobra de proposta fascistoide;
Agora eles transformam Joaquim Barbosa num incapaz e destemperado, que só chegou ao STF porque é negro. E, claro!, consideram-no um ingrato, que cospe no prato do nhonhô;
Celso de Mello – Uma entrevista estranha, inoportuna e imprópria. Ou: Que papo é esse de “Corte Interamericana”?;
E Lewandowski decide também fatiar o seu voto. Ou: Do cumprimento de um desiderato;
A íntegra da primeira parte do voto de Barbosa já está no ar

Publicidade