Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— Servidão voluntária – A categoria que enfrentou a ditadura para participar de um culto ecumênico em protesto contra o assassinato de Herzog é hoje obrigada a se esconder de black blocs. E, infelizmente, fica de boca calada!; — Dilma Red Block decide entrar no clima palanqueiro, rebaixa um pouco mais o decoro e chama […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 04h28 - Publicado em 11 fev 2014, 07h53

Servidão voluntária – A categoria que enfrentou a ditadura para participar de um culto ecumênico em protesto contra o assassinato de Herzog é hoje obrigada a se esconder de black blocs. E, infelizmente, fica de boca calada!;
Dilma Red Block decide entrar no clima palanqueiro, rebaixa um pouco mais o decoro e chama oposição de “cara de pau”;
Marcelo Freixo, do PSOL, este homem a cada dia mais santo! Ou: Assessor de deputado ajuda presos em badernas;
Justiça veta doação de terreno da cidade de São Paulo para Lula erguer o seu museu. É o certo!;
O editorial do Jornal Nacional, o que está certo e o que está muito, mas muito errado;
À sua maneira, a morte de Santiago foi cuidadosamente planejada. Ou: Um vídeo com estrelas globais e um juiz que exalta a tática black bloc, que matou o cinegrafista;
O dia em que o apresentador de um telejornal da Band defendeu a tática black bloc, que é a de quebrar tudo;
A ilegalidade escancarada do Mais Médicos e o tráfico de carne humana;
Mais um cubano deserta do programa “Mais Médicos”;
Ministério Público do Trabalho diz que “Mais Médicos” é ilegal e sacrifica valores constitucionais;
O napalm petista. Ou: A outra onda vermelha;
E aquela foto, Caetano Black Bloc Veloso?;
E Freixo, hein? Ele ameaça os críticos com a “justiça burguesa”, mas tudo está mal explicado. Ou: O líder dos socialistas de Copacabana, Leblon e Ipanema;
Eles queriam matar Santiago? Não! Era pior: queriam matar qualquer um;
Como é que é? Quem acende o pavio, então, não mata? Quem mata? Deus? Ou: As babás dos black blocs;
Polícia já tem nome de homem que disparou rojão que atingiu cinegrafista;
Vamos lá, jornalistas e veículos de comunicação, ao velório de Santiago Andrade jogar alguns punhados de terra na liberdade de imprensa;
A morte de Santiago Andrade: o país marcou um encontro com a tragédia;
Cinegrafista atingido por rojão, Santiago Andrade, tem morte cerebral;
— Segundo advogado, militante lhe disse que rapaz que acendeu o morteiro que atingiu cinegrafista é ligado ao deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL;
— A barbárie brasileira e a gritaria dos hipócritas. Ou: Não adote um bandido; adote as pessoas de bem. Ou ainda: O linchamento de Sheherazade;
— Morteiros e coquetéis molotov contra a democracia;
— Azeredo quer saber por que ele e virou réu, mas Lula não;
— A imprensa está sob censura de milícias organizadas nas redes sociais e se deixa intimidar. Chegou a hora: ou se levanta ou segue de joelhos e se rende

Publicidade