Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Haddad organiza ato com pastores evangélicos. Mas quem explora a religião é Serra, repetem os micos dos “leads” amestrados

O pastor Silas Malafaia, da Assembléia de Deus, anunciou apoio ao tucano José Serra, e Fernando Haddad e seus jornalistas amestrados saíram denunciando uma espécie de guerra religiosa. Agora, os petistas estão organizando um ato com pastores evangélicos que apoiam o candidato do PT. Quem está empenhado no evento é Gabriel Chalita, o grande lavador […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 07h37 - Publicado em 18 out 2012, 07h47

O pastor Silas Malafaia, da Assembléia de Deus, anunciou apoio ao tucano José Serra, e Fernando Haddad e seus jornalistas amestrados saíram denunciando uma espécie de guerra religiosa. Agora, os petistas estão organizando um ato com pastores evangélicos que apoiam o candidato do PT. Quem está empenhado no evento é Gabriel Chalita, o grande lavador de reputações religiosas da República. Como se fosse o mais indicado pra isso…

Pois é. Nesse caso, claro!, a ação será considerada um grande ato de esperteza do petismo. Afinal, quando evangélicos anunciam apoio a algum adversário do PT, é porque são reacionários, conservadores, antediluvianos… Se, no entanto, o apoio é dado a um candidato petista, então é sinal de que o religioso em questão é uma pessoa sensível e moderna…

Ora, o próprio Malafaia, diga-se, declarou apoio a Eduardo Paes, no Rio, que tem um vice do PT. Mais: pertenceu ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Era um cara bacana até ali. Bastou apoiar Serra em 2010 e agora, virou uma pessoa má.

E os amestradinhos acham tudo bom, belo e justo…

Continua após a publicidade

Publicidade