Clique e assine com 88% de desconto
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

GOLPE DE JANOT 2: Bondades a bandidos têm de acabar; apuração não

O site “171” que serve à esquerda me atribui o que não quero nem penso. Delação dos Batistas tem de ser anulada; a apuração pode continuar

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 22 maio 2017, 07h14 - Publicado em 21 maio 2017, 23h41

O 247, que é a outra página viciada em mim, resolveu atuar, como de costume, na base do 171 e fazer estardalhaço com o que NÃO ESCREVO. Eles gostam é do meu nome. Rendo cliques. Mandam-me aqui um título dos valentes, em letras garrafais, como sempre, e em caixa alta: “PREOCUPADO COM O FUTURO DO PSDB E DE TEMER, REINALDO QUER ANULAR DELAÇÃO DA JBS”.

É claro que é pura delinquência. Sim, eu, com efeito, defendi que os irmãos Batista não sejam beneficiados pela delação — ainda vou escrever outro post a respeito, sem citar 247… É que a referência sempre conspurca um tantinho o bom senso, a decência, a lógica…  Os vigaristas intelectuais não leram o último parágrafo do meu post:
“Que se investigue tudo o que denunciaram. Mas os benefícios têm de ser cassados. Que paguem a pena por seus crimes.”

Entenderam? Os benefícios concedidos àqueles bandidos confessos podem ser suspensos sem causar nenhum prejuízo à investigação. Atenção: se um delator presta informação falsa, a sua delação pode ser cancelada. O cancelamento da delação em razão de uma falsidade não impede que se investiguem as outras denúncias.

Não! À diferença do que sugere o 171 de esquerda, eu não quero suspender a investigação. Quero é o fim dos benefícios aos Joesleys, Wesleys e outras duplas das vastas solidões morais do Brasil.

Que divertido! O 171 de esquerda quer depor Temer porque vislumbra a volta de Lula. E o 171 de direita quer depor Temer para poder especular no mercado de câmbio, de ações e de promessas furadas.

Publicidade

Gentinha nojenta, né?

A canalhice intelectual é tal que fingem ignorar, ou ignoram mesmo, que os crimes cometidos pela cúpula da JBS ensejam ações penais públicas. A quem cabe a iniciativa? Acertou quem chutou Ministério Público.

Assim, se a delação dos Batistas for anulada, os supostos crimes que denunciaram, incluindo os seus próprios, só não serão investigados se o MP não quiser.

Vai querer ou não vai? Ou o MP só se dispõe a manter a investigação depois que os bandidos corruptores já têm assegurado um belo futuro?

Publicidade

Atenção, “Um Sete Uns”! Tentem ganhar a vida honestamente.

Não conseguem, é? Que tal vender dois rins?

PS: Ah, sim: na madrugada, vai um post deixando claro o tamanho do absurdo que resultou nos benefícios aos irmãos Batista.

 

Publicidade