Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Gilberto Carvalho e o “homem do carro preto”

E já que o assunto é Gilberto Carvalho (ver posts abaixo), secretário-geral da Presidência, homem encarregado do “diálogo” com os movimentos sociais, defensor do “entendimento” com os que praticaram ações criminosas do metrô e autor intelectual do Decreto 8.243 — aquele que oficializa o aparelhamento de estado pelo petismo —, cumpre lembrar o que lhe […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 03h41 - Publicado em 11 jun 2014, 15h36

E já que o assunto é Gilberto Carvalho (ver posts abaixo), secretário-geral da Presidência, homem encarregado do “diálogo” com os movimentos sociais, defensor do “entendimento” com os que praticaram ações criminosas do metrô e autor intelectual do Decreto 8.243 — aquele que oficializa o aparelhamento de estado pelo petismo —, cumpre lembrar o que lhe disse a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) durante uma audiência pública na Comissão de Segurança da Câmara, onde ele falou como convidado. Segue o vídeo.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=jXvyI8v-uhU%5D

“O senhor sempre foi conhecido como o homem do carro preto, e eu não falo isso porque eu li, eu falo isso porque eu vi. O homem do carro preto era o homem que pegava os recursos extorquidos de empresários e levava para o [ex-presidente do PT] José Dirceu. (…)

Carvalho foi convidado a falar sobre o livro “Assassinato de Reputações”, de autoria de Romeu Tuma Júnior, segundo quem Carvalho lhe teria confessado que fazia a arrecadação ilegal de recursos entre empresários de Santo André para abastecer campanhas do PT. O pai de Mara era empresário de ônibus durante a gestão Celso Daniel.

Carvalho negou que usasse carro preto: “Acabei, nessa Comissão de Segurança, de deixar claro e desafiar se alguém me viu alguma vez usando um carro preto em Santo André. A própria deputada nunca viu”.

 

Continua após a publicidade
Publicidade