Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Exército diz que falta verba até para comida e reduz expediente

Na Folha. Volto depois: O Comando do Exército afirmou ontem que a corporação carece de recursos para o pagamento de água, luz, telefone e alimentação e explicou que as medidas restritivas, como a redução do horário de expediente nas segundas e sextas-feiras, são consequências do congelamento de R$ 580 milhões feito pelo governo. “[A] economia […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 16h53 - Publicado em 15 set 2009, 07h07

Na Folha. Volto depois:
O Comando do Exército afirmou ontem que a corporação carece de recursos para o pagamento de água, luz, telefone e alimentação e explicou que as medidas restritivas, como a redução do horário de expediente nas segundas e sextas-feiras, são consequências do congelamento de R$ 580 milhões feito pelo governo.
“[A] economia nos gastos com água, luz e telefone está prevista para todo o Exército até o dia 30 de outubro do corrente ano, na expectativa de que as gestões do Ministério da Defesa com a Secretária de Orçamento Financeiro gerem o descontingenciamento desses recursos”, afirma nota do Exército.
Ontem começaram a vigorar as medidas que, diz a nota, valem para todos: do taifeiro de segunda-classe até o general de Exército. Na segunda-feira, o expediente vai começar só depois do almoço; na sexta, vai terminar antes dele.
Procurada, a assessoria do Ministério do Planejamento não se manifestou até a conclusão desta edição.
Apesar de recentes investimentos militares do governo Lula terem como alvo a Marinha, que vai adquirir novos submarinos, e a Aeronáutica, que se prepara para renovar sua frota de caças, o Exército é o que, até o momento, mais executou seu orçamento.
Até a semana passada, foram gastos R$ 13,3 bilhões. E o Exército, de longe, é o que tem a maior dotação orçamentária entre as três Forças -R$ 22 bilhões, ante R$ 12,7 bilhões da Marinha e R$ 11,9 bilhões da Aeronáutica -estão incluídos nessas cifras os gastos com pessoal e encargos sociais, maior fatia do bolo.

Comento
A notícia acima é a cara do governo Lula. Na semana passada, o país parecia uma potência que tivesse ido às compras. E Lula ironizava a sua capacidade de movimentar a índústria, como chamarei?, aerobélica mundial. Aquele era o país de propaganda. Como há o PAC de propaganda, o pré-sal de propaganda, o Lula de propaganda…

E há o Brasil real, precisamente este em que o Exército é obrigado a fechar as portas mais cedo porque falta grana até para a comida. Se alguém provocar a gente pra guerra na sexta à tarde, a gente pede pra voltar na terça… Lula quer “cuidar das nossas riquezas” contingenciado R$ 580 milhões do Exército…

Publicidade