Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Executiva diz que ‘comprou vacas superfaturadas’ de empresa de Picciani para caixa 2 de empreiteira

Em acordo de leniência da Lava Jato, executiva disse que adquiriu gado da empresa do ministro do Esporte

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 21h32 - Publicado em 18 out 2016, 18h32

O Estadão desta terça trouxe uma denúncia envolvendo o ministro do Esporte, Leonardo Picciani. Em acordo de leniência com a Operação Lava Jato, a ex-executiva da Carioca Engenharia Tania Fontenelle teria afirmado que a sua companhia adquiriu cabeças de gado superfaturadas da empresa Agrobilara Comércio e Participações Limitada, da família Picciani. O objetivo seria gerar dinheiro em espécie que abasteceria o caixa dois da empreiteira. Além do ministro, são controladores da Agrobilara Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio, e Rafael Picciani, deputado estadual. A Carioca Engenharia é apontada como uma das empreiteiras que pagaram propina no exterior para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Ela já fechou um acordo de leniência com o Ministério Público Federal e pagará 100 milhões de reais como reparação pelos crimes cometidos.

Publicidade