Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Esteves renuncia ao comando do BTG Pactual

Vai crescer a pressão para ele vender a sua parte no banco: tem 28,8% das ações

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 00h00 - Publicado em 30 nov 2015, 00h55

André Esteves renunciou à presidência executiva e à presidência do Conselho de Administração do BTG Pactual. Os sócios já vinham tentando convencê-lo a tomar essa decisão.

Ele tinha tido a prisão temporária decretada. Esta tem prazo de cinco dias, podendo ser renovada por mais cinco, e expirava neste domingo.

Em razão do tal documento enviado pela Procuradora-Geral da República ao STF, o ministro Teori Zavascki decidiu converter a temporária em preventiva — e, nesse caso, não há prazo para Esteves deixar a cadeia.

Vai crescer a pressão para ele vender a sua parte no banco — tem 28,8% das ações. Pérsio Arida permanece na presidência interina.

Entre os investidores que têm dinheiro no BTG Pactual, muitos são fundos estrangeiros com regras bastante rígidas sobre a entidade que abriga o seu dinheiro. Se houver um movimento de retirada de recursos, é possível que Esteves não suporte a pressão e tenha de passar adiante um banco que tem, inequivocamente, a sua marca.

É certamente difícil dissociar um banco da imagem de um sócio que, sozinho, detém quase um terço das ações.

Continua após a publicidade
Publicidade