Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Dilma teve uma ideia: uma CPMF ainda maior para comprar governadores e prefeitos

Entenderam? A presidente resolveu chamar a classe política para conspirar contra o contribuinte. Parece que alguns parlamentares acharam a ideia genial

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 23h32 - Publicado em 16 fev 2016, 01h59

O truque não é novo. A presidente Dilma Rousseff resolveu pôr governadores e, sobretudo, prefeitos nos calcanhares dos parlamentares para que pressionem em favor da recriação da CPMF. Como está todo mundo de pires na mão, pode funcionar.

Dilma se encontrou nesta segunda com senadores que são líderes de partidos da base aliada. Anunciou que o governo pretende apresentar uma emenda ao projeto que recria a CPMF, elevando a alíquota de 0,2% para 0,38%. Esse 0,18% suplementar seria fraternalmente dividido entre Estados e municípios.

Entenderam? Dilma resolveu chamar a classe política para conspirar contra o contribuinte. Parece que alguns parlamentares acharam a ideia genial.

Claro que sim! Que bom que vai ser votação aberta, não é mesmo? Dá para fazer a lista dos que pretendem enfiar a mão no nosso bolso.

No discurso de abertura do Ano Legislativo, no Congresso, Dilma foi vaiada por parlamentares da oposição e da situação quando defendeu a recriação da CPMF.

Dilma deveria ser mais ousada. Propor logo 0,5%, oferecendo aquele 0,12% para o Judiciário. Aí o serviço ficaria completo…

É o fim da linha!

Continua após a publicidade

Publicidade