Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dilma anuncia Afif, do partido de Kassab, para comandar a Secretaria da Micro e Pequena Empresa

Por Felipe Frazão e Gabriel Castro. Na madrugada, comento o fato à luz da geleia geral brasileira. A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira a escolha do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), para comandar a nova Secretaria de Micro e Pequena Empresa, que tem status de ministério. A posse está marcada para […]

Por Felipe Frazão e Gabriel Castro. Na madrugada, comento o fato à luz da geleia geral brasileira.
A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira a escolha do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), para comandar a nova Secretaria de Micro e Pequena Empresa, que tem status de ministério. A posse está marcada para as 10h de quinta-feira. A nomeação de Afif para o ministério é parte da articulação de Dilma para atrair o apoio – na prática, os minutos de propaganda política na televisão – do PSD para sua campanha à reeleição no ano que vem. A bancada do PSD é a quarta maior da Câmara, com 48 deputados. No Congresso, os integrantes das bancadas do partido têm votado com o governo.

Nesta segunda, a presidente havia elogiado publicamente Afif durante a cerimônia de posse Rogério Amato, reeleito presidente da Associação Comercial do Estado de São Paulo. “Queria aproveitar essa cerimônia para homenagear um brasileiro que colocou na pauta do país, na nossa pauta, o apoio às pequenas e microempresas, fazendo com que reconhecêssemos que esta é uma questão estratégica”, disse.

Após aceitar o convite da presidente, Afif conversou com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) sobre sua decisão. Ele afirmou que não pretende renunciar ao cargo, mas se comprometeu a não assumir o Palácio dos Bandeirantes quando Alckmin precisar viajar ao exterior – nesse caso, ele também terá de deixar o país. Na ausência do governador e do vice, o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Samuel Moreira (PSDB), chefiará o governo.

“Quero agradecer o governador Geraldo Alckmin pela compreensão com minha nova incumbência e pela missão que muito me honrou, que foi presidir o Conselho Gestor das Parcerias Público-Privadas. Nesta nova jornada tenho certeza de que faremos um grande trabalho de cooperação entre governo de São Paulo e governo federal, pois em nosso estado está o maior contingente das micro e pequenas empresas de todo o Brasil”, afirmou Afif, em nota divulgada na noite desta segunda.

39ª pasta
Com a nomeação de Afif, a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, criada em março, passa a funcionar de fato – é o 39º ministério do governo. Em nota, o Palácio do Planalto afirmou que Afif “tem tido papel relevante em todos os processos que, nos últimos anos, resultaram no estímulo e na valorização das micro e pequenas empresas no país”. A pasta representará gasto anual de 7,9 milhões de reais e terá mais de 60 cargos.

Afif, de 69 anos, foi presidente da Associação Comercial de São Paulo e candidatou-se à Presidência da República em 1989 pelo PL (hoje PR). Na década de 1980, foi secretário da Agricultura de Paulo Maluf no governo paulista. Em 2006, disputou a eleição para o Senado pelo oposicionista DEM, mas acabou derrotado por uma pequena margem de votos por Eduardo Suplicy (PT). Em 2010, pelo mesmo partido, foi eleito vice-governador de São Paulo na chapa do tucano Geraldo Alckmin. No ano seguinte, migrou para o PSD de Gilberto Kassab.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Beatriz

    AFIF O MAIOR TRAIDOR DE SÃO PAULO, SE tiveres coragem renuncie agora ao seu cargo de vice-governador de SÃO PAULO, nós paulistanos não queremos mais você em SÃO PAULO, caia fora afif, traidor!

    Curtir

  2. Comentado por:

    mineirinha: Importação de médicos cubanos!

    OFF TOPIC
    os 3000, ou 6000 médicos cubanos que estão vindo para o Brasil não estariam a mando do REGINE para doutrinação ideológica a exemplo do que ocorreu na Venezuela? Quem supervisionará esses felizardos cubanos? Como é que, de repente os cubanos ganham passe livre para virem para cá? Se o governo quer importar médicos, por que não buscá-los em oaíses desenvolvidos? Medicina desenvolvida em Cuba? É piada?

    Curtir

  3. Comentado por:

    Ari Prado

    Estou perplexo. O tal Guilherme Afif quer servir ao mesmo tempo a Deus e ao Diabo. Alckmim não pode permitir isso e deve denunciar imediatamente o seu vice ao comitê de ética pública do estado de São Paulo.
    .
    Se Afif quiser petralhar, que petralhe, mas que o faça longe de São Paulo.
    .
    Estou muito decepcionado com os políticos. Nós militantes e simpatizantes oposicionistas ficamos na posição do marido traído, aguardando a próxima traição.
    .
    A nossa via sacra dolorosa de decepções parece não ter fim: Aécio Neves (que patrocinou as chapas Lulécio e Dilmasia), José Roberto Arruda (apontado como provável companheiro de chapa de Serra), Demóstenes Torres (em quem depositei esperanças de que um dia pudesse ser nosso candidato à presidência da república), Gilberto Kassab (criatura do Serra que aderiu ao petralhismo), ACM Junior (que anda de namorico com os petralhas), Katia Abreu (de namorico político com a Dilma) e agora o Guilherme Afif que quer nos atraiçoar publicamente e ainda manter a condição de vice-governador de São Paulo!
    .
    Sinceramente senhores, não dá mais. É hora de entrar em campo uma nova geração de personagens cuja atuação oposicionista desassombrada tem despertado a nossa admiração e reconhecimento.
    .
    Na qualidade de militante e simpatizante oposicionista profundamente decepcionado faço aqui um apelo público e emocionado para que Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes, Merval Pereira, Silas Malafaia, Míriam Leitão, Danusa Leão, Lobão, Rodrigo Constantino, Maílson da Nobrega e finalmente mas não menos importante, os Doutores Roberto Gurgel, Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, entrem na política!
    .
    A atuação direta desses magníficos personagens no poder legislativo e executivo significará um sopro de renovação na política brasileira devolvendo a nós, militantes oposicionistas, as esperanças de um Brasil melhor. Alvíssaras!

    Curtir

  4. Comentado por:

    José Meal de Pítia

    No plantel dos vira-casacas se inscreve mais um nome, para tristeza dos homens de bem. A dor é maior quando se trata de um ex-combatente, de um ex-homem bom com o qual até pouco tempo podíamos contar. E o que é pior, o golpe tem um impacto maior ainda, quando se trata de uma pessoa que ocupa o cargo de vice-governador bandeirante, função importantíssima, que agora cai em mãos erráticas governistas. Essa foi mais uma vitória de pirro da búlgara usurpadora, no tabuleiro de xadrez da política nacional, habilmente jogado por Serra, Aécio e FHC, que certamente preferiram perder um peão para capturarem a rainha. Com isso, os prognósticos são extremamente favoráveis para os candidatos dos homens bons, incluindo a representante da amazônia.
    Dilma pensa que está arrasando mas será arrasada na hora agá, ficando a ver navios, e a sucessão de governos comunistas será quebrada, voltando o cetro do poder para alvas mãos daqueles que nasceram para governar. Além do quê, quantos mais fracos saírem do nosso lado, mais fortes ficaremos.

    Curtir

  5. Comentado por:

    Eduardo SP

    O PSDB deu uma de Rogério Ceni e se adiantou muuuitooooooo desta vez: Já tem até governo de transição para o PT assumir o Palácio do Governo a partir de 2014! Nem precisa de eleição! Quando o Alckmin for para o Exterior o Afif assume e já vai pondo a companheirada para dentro e deixando a par de tudo!

    Curtir

  6. Comentado por:

    SAUDADES DE GEISEL

    REI, QUANDO EDUARDO CAMPOS GANHAR AS ELEIÇÕES EM 2014 FICO IMAGINANDO OS GEMIDOS DE DOR DE MILHARES DE “SERVIDORES PÚBLICOS” DEMITIDOS PARA QUE O BRASIL RETORNE AO NÍVEL DE 18 OU 19 MINISTÉRIOS, NÚMERO MÁXIMO TECNICAMENTE ADMINISTRÁVEL, AO INVÉS DE 39. QUANTOS, AO TEREM DE ENFRENTAR A REALIDADE DO MERCADO DE TRABALHO PRIVADO DE BRASÍLIA, VERÃO SALÁRIOS DE R$ 18, 20, 22 MIL MENSAIS SE REDUZIR PARA R$ 2 a 3 MIL, NO MÁXIMO. QUE PENA !!!!!!!!

    Curtir

  7. Comentado por:

    Andre M. Andrade Jr

    Politica em São Paulo está bastante decadente.Afif poderia ser menos ambicioso.Está traindo Serra,Alkimin,todos os que nele acreditaram.Está muito decadente a política dentro do PSDB também. Estão traindo o Serra de forma indecente.

    Curtir

  8. Comentado por:

    juscelino

    Angela Pereira, o geraldinho não se sentiu abandonado, ele faz parte disso. esqueceu que ele anda de mãos dadas com o kidgay e vive lambendo botas do governo federal?..não se assuste o dia em que ele se filiar ao pt.

    Curtir

  9. Comentado por:

    Shariat

    Com tanta nova adesão, o Maluf já é um petista veterano.

    Curtir

  10. Comentado por:

    Rocha

    Quem vai tomar conta do Impostômetro agora?

    Curtir