Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Boçalidades do grupo “As P… Aborteiras” derrubam dois na TV Educativa do RS. E os chefões? Vão continuar?

Pois é… A TV Educativa do Rio Grande do Sul, como sabem, levou ao ar uma atração e tanto: um grupo de moças do anarcofunk intitulado “As Putinhas Aborteiras”. Apresentaram duas músicas. Escrevi a respeito. Uma das, digamos, músicas tinha versos eloquentes como: “Ei, papa, levante o seu vestido/ quem sabe aí embaixo não está […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 03h50 - Publicado em 18 Maio 2014, 07h29

Pois é… A TV Educativa do Rio Grande do Sul, como sabem, levou ao ar uma atração e tanto: um grupo de moças do anarcofunk intitulado “As Putinhas Aborteiras”. Apresentaram duas músicas. Escrevi a respeito. Uma das, digamos, músicas tinha versos eloquentes como:
“Ei, papa, levante o seu vestido/
quem sabe aí embaixo não está o Amarildo?”

Ou
“Sou anarquista doida, pichadora e ‘vida loca’/
Não vem com moralismo, tu não vai calar minha boca/
Vem vandalizar, deixa de ser bundão/
Se rola prejuízo, é na conta do patrão”

Pois é… Publiquei o vídeo aqui e foi um escarcéu danado. Por bons motivos, é claro! A TVE tomou uma medida: demitiu dois funcionários de confiança que trabalhavam na emissora e que foram responsáveis por botar o vídeo no Youtube. Leio no “Zero Hora” que Pedro Osório, presidente da Fundação Cultural Piratini, justifica: “Eu acho que esse tipo de conteúdo não poderia ter subido pela inadequação da linguagem e exposição a crianças. Inclusive tiramos o vídeos do ar.”

Então vão para a rua os funcionários que lançaram o vídeo no Youtube, mas permanecem os que tomaram a decisão de levar o grupo à TVE? E o próprio Pedro Osório? Vai ficar por lá? Nem vai se demitir nem ser demitido?

A TVE do Rio Grande do Sul, aliás, tem mesmo uma gestão sui generis. Sabem quem Tarso Genro escolheu para ser gerente administrativo? O petista José Mariano da Silva Mello. “E daí?”, pergunta-se o leitor.

Daí que esse sujeito foi exonerado do Ministério do Meio Ambiente “por valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem (…)”. Vejam documento da pasta.

Destituição Meio Ambiente

 Abaixo, vocês veem o nome do sujeito no Portal da Transparência do governo federal. Como se percebe, o vídeo daquelas infelizes parece ser o menor dos problemas da TVE.

destituição Meio Ambiente II

Continua após a publicidade
Publicidade