Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Base se rebela, ameaça não votar mais nada, e governo prorrogará restos a pagar por três meses, dizem líderes

Por Iara Lemos, no Portal G1: Os deputados Lincoln Portela (MG) e Henrique Eduardo Alves (RN), líderes do PR e do PMDB na Câmara, respectivamente, afirmaram na noite desta quarta-feira (29) que a presidente da República, Dilma Rousseff, decidiu prorrogar por mais três meses o decreto que cancela as emendas parlamentares não liberadas ao orçamento […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 11h29 - Publicado em 29 jun 2011, 22h50

Por Iara Lemos, no Portal G1:
Os deputados Lincoln Portela (MG) e Henrique Eduardo Alves (RN), líderes do PR e do PMDB na Câmara, respectivamente, afirmaram na noite desta quarta-feira (29) que a presidente da República, Dilma Rousseff, decidiu prorrogar por mais três meses o decreto que cancela as emendas parlamentares não liberadas ao orçamento de 2009, os chamados “restos a pagar”.

O decreto cancelaria, a partir desta quinta-feira (30), os recursos que a União repassaria aos municípios para projetos e obras previstos nos orçamentos de anos anteriores e que ainda não foram pagos.

“A ministra Ideli Salvatti [Relações Institucionais] acabou de me ligar para dar a notícia. O decreto vai ser prorrogado por três meses. A ministra Ideli conversou com a presidente Dilma, que se sentiu sensibilizada, especialmente com a situação dos pequenos municípios”, afirmou Portela.

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou que a ministra está conversando com outros líderes, mas disse que a prorrogação “sai amanhã (quinta, 30)”. “Disse à ministra que, de minha parte, o prazo está ótimo”, afirmou. Nesta quinta, segundo Alves, o governo também vai anunciar o novo lider no Congresso. A escolha recairá sobre um deputado.

Publicidade