Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Autor de panfleto fascista que faz ironia com a morte de Herzog e que foi explorado pela extrema esquerda da USP me ataca e ainda faz ameaças. Pronto! Está muito claro quem está com quem

O sujeito que publicou este panfleto não gosta de mim e me ataca! Que bom! Não por acaso, os golpistas da USP usaram o lixo que ele produziu a seu favor Lembram-se daquele panfleto asqueroso, pregando agressão física a consumidores de maconha e que traz a imagem do corpo do jornalista Vladimir Herzog, assassinado nas […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 18 fev 2017, 19h48 - Publicado em 21 nov 2011, 15h49

O sujeito que publicou este panfleto não gosta de mim e me ataca! Que bom! Não por acaso, os golpistas da USP usaram o lixo que ele produziu a seu favor

panfleto1Lembram-se daquele panfleto asqueroso, pregando agressão física a consumidores de maconha e que traz a imagem do corpo do jornalista Vladimir Herzog, assassinado nas dependências do DOI-CODI? O material asqueroso foi utilizado pelos golpistas de extrema esquerda da USP, que tentaram associá-lo à chapa de oposição que venceria as eleições. Alguns delinqüentes na rede, que serão processados, estão tentando associá-lo a mim, claro! Não podem vencer nos argumentos e tentam vencer na trapaça.

Sabem quem me envia um comentário recheado de ofensas? O autor daquele lixo, daquela imoralidade, daquela indecência. Um sujeito que faz ironia diante de um cadáver, de um homem que foi brutalmente torturado e assassinado, acha que pode me dar lição de moral.

Mas eu fico satisfeito! Ele me presta um favor! Assim as coisas ficam no seu devido lugar. Que fique claro:
– A EXTREMA ESQUERDA ESTÁ ME AMEAÇANDO:
– O AUTOR DAQUELE PANFLETO NOJENTO TAMBÉM ME AMEAÇA.

No fundo, eles são todos iguais!
– Eles odeiam a democracia.
– Eles odeiam a liberdade.
– Eles odeiam a civilidade.

Como vivo lembrando aqui, fascismo e comunismo têm em comum o ódio às liberdades individuais, o ódio ao liberalismo, o ódio à decência.

Continua após a publicidade

Segue o texto do rapaz, que deve ter consultado algum rábula, mas se esqueceu de consultar a gramática. Volto depois. Eu pedi e peço ainda “cadeia para quem fez o panfleto”. Vejam o que ele escreve (em vermelho).
*
Cadeia pra quem fez os panfletos porque? Vou te falar uma coisa e preste atenção: eu fiz os panfletos e já me expliquei na polícia. No dia fui abordado pela PM que me abordaram e me liberaram pois nos panfletos não havia crime algum.
Qual o crime contido nos panfletos? Nenhum! Ameaça, mesmo quando direta e de lesão corporal, só é DELITO (nem crime é) quando condicionado a representação do ofendido/vítima. O panfleto não se dirigiu aos estudantes, e sim aos maconheiros. Será que alguém que se declara maconheiro irá prestar queixa?
Também vale lembrar Art. 301. “Qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer que seja encontrado em flagrante delito.’ Ou seja, QUALQUER cidadão brasileiro tem o direito de montar grupos de patrulha civil.
É o seguinte: da próxima vez que você publicar algo do tipo, eu te acionarei na justiça.
Sua opinião vale tanto quanto um pedaço de merda no meio da rua: nada! O que mais me surpreende é que alguém dê atenção pras abobrinhas que você fala.
És apenas a antítese do super-homem de Nietzsche: um careca frango, fraco, uma tripa seca esquálida, incapaz fisicamente de defender a si mesmo em qualquer situação, e cuja existência é uma ofensa pras leias da natureza.
Se ponha no seu lugar, pateta.

Voltei
Viram só? A turma da “Irmandade Guevarista” deve apoiar boa parte do que ele diz acima.  Ele me considera incapaz de me defender e, por isso, acha que não tenho razão. É a mesma lógica dos que se impõem nos DCEs Brasil afora: INTIMIDAÇÃO. Acham que força é argumento.

A favor de quem está esse rapaz? Evidentemente, ele é um aliado objetivo de seus supostos adversários. É bom você ter se manifestado! Seu comentário está sendo tornado público. É bom saber que a polícia tem seu nome.

Escute aqui, rapaz! Quer me processar? Então vá em frente! Quem, diante do corpo de um homem torturado antes de ser assassinado, faz a ironia que você fez merece a lata do lixo moral. Considero o seu panfleto apologia da violência e da tortura e acho que você deve, sim, ir para a cadeia.

Você só colaborou com a causa dos maconheiros!
Você só colaborou com a causa da extrema esquerda!
Você só colaborou com os autoritários da USP!

Mas isso não é estranho na história. Se e quando você estudar um pouco, verá que comunistas e fascistas sempre acabaram se juntando para matar a democracia. Vocês são expressões da mesma loucura.

Eu estou me lixando para esse seu juridiquês de porta de cadeia. Processe-me mesmo! Vamos, dê-me a chance de demonstrar em juízo que você fez a apologia da tortura, um crime inafiançável e imprescritível.

Continua após a publicidade

Mais do que nunca, leitores, fica claro quem está junto com quem!

Publicidade