Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Túlio Gadêlha aciona PGR para reter passaporte de Ricardo Salles

Deputado argumenta que o ex-ministro do Meio Ambiente poderia tentar deixar o país, a exemplo do que fez o ex-ministro da Educação do governo

Por Robson Bonin 24 jun 2021, 10h38

O deputado pedetista Túlio Gadêlha entrou com representação na PGR para reter o passaporte do ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, exonerado nesta quarta pelo presidente Jair Bolsonaro.

“A ação tem como objetivo impedir a fuga de Salles para outro país antes que se concluam todas as investigações da Polícia Federal que apuram seu envolvimento no maior esquema de extração e exportação de madeira da Amazônia”, diz o deputado.

Para o pedetista, “é necessário que a Justiça aja rapidamente para impedir o que ocorreu com o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, que saiu do país assim que foi exonerado para driblar as investigações”.

“Salles foi o grande símbolo do governo Bolsonaro do extermínio dos nossos biomas, do desmatamento da Amazônia e dos seus pactos com o setor do agronegócio, grileiros e garimpeiros. Ele não pode sair impune”, diz o deputado.

Continua após a publicidade

Publicidade