Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Suportamos abusos sem desrespeitar regra democrática’, diz Bolsonaro

Presidente condenou operações ordenadas pelo STF contra aliados: 'Não posso assistir calado enquanto direitos são violados e ideias são perseguidas'

Por Robson Bonin Atualizado em 16 jun 2020, 23h05 - Publicado em 16 jun 2020, 23h03

Depois de um dia inteiro em silêncio, Jair Bolsonaro divulgou há pouco, nas redes, uma nota para criticar a ação policial deflagrada pelo STF a partir de mandados solicitados pela Procuradoria-Geral da República contra vários dos seus principais aliados.

No texto, Bolsonaro afirma estar “ao lado da democracia e da Constituição” e diz que não houve nenhuma manifestação de apreço, da parte dele pelo autoritarismo. “O histórico do meu governo prova que sempre estivemos ao lado da democracia e da Constituição brasileira. Não houve, até agora, nenhuma medida que demonstre qualquer tipo de apreço nosso ao autoritarismo, muito pelo contrário”, diz Bolsonaro. 

Sem citar o STF, o ministro Alexandre de Moraes, o presidente condenou “abusos” cometidos contra seus aliados. “Suportamos a todos esses abusos sem desrespeitar nenhuma regra democrática, até mesmo quando um militante de esquerda, ex-membro de um partido da oposição, tentou me assassinar para impedir nossa vitória nas eleições, num atentado que foi assistido pelo mundo inteiro”, diz Bolsonaro.

“Do mesmo modo, os abusos presenciados por todos nas últimas semanas foram recebidos pelo governo com a mesma cautela de sempre, cobrando, com o simples poder da palavra, o respeito e a harmonia entre os poderes. Essa tem sido nossa postura, mesmo diante de ataques concretos”, segue o presidente.

Continua após a publicidade
Publicidade