Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

SP investe R$ 67 mi para monitorar agressor que se aproximar de mulher

Governador de João Doria terá sistema de monitoramento eletrônico específico para mulheres beneficiadas com medida protetiva

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 2 jan 2021, 12h10 - Publicado em 4 jan 2021, 11h35

O governador de João Doria em São Paulo decidiu investir 67 milhões de reais na compra de um sistema de monitoramento eletrônico específico para que mulheres beneficiadas com medida protetiva sejam avisadas quando o agressor estiver por perto.

A ação faz parte de uma série de medidas para o fortalecimento na rede de proteção à mulher. A ordem de Doria é que o governo contrate 10.000 equipamentos eletrônicos, que possibilitarão o monitoramento simultâneo de até 5.000 casos de mulheres que sofreram abusos e agressões. A pasta prepara o edital para publicação ainda em janeiro.

O sistema funciona da seguinte forma: um dos equipamentos fica fixado no autor e o outro é disponibilizado para vítima (que poderá carregá-lo como quiser, no bolso, na bolsa, na mão, etc). Caso o autor ultrapasse o distanciamento definido pela Justiça, o equipamento da vítima é acionado, informando que o autor se aproximou.

A ação garantirá que as mulheres tenham chance de se proteger e acionar a polícia em casos de descumprimento das medidas protetivas determinadas pelo Judiciário. A expectativa é de que os equipamentos também possam inibir possíveis ações dos agressores.

Continua após a publicidade

Publicidade