Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Serra: o alvo preferencial das piadas de FHC

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso usou o prefácio do primeiro volume de seus Diários da Presidência para se desculpar preventivamente com os amigos por comentários maldosos ou ácidos que permeiam o relato. Um dos mais citados no índice remissivo da obra, que compreende os dois primeiros anos de governo, é o senador José Serra, então […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h13 - Publicado em 27 out 2015, 11h32
FHC2 BSB 07/04/99 040 POLITICA  O PRES FHC, CUMPRIMENTA O MIN DA SAUDE JOSE SERRA, DURANTE A CERIMONIA COMEMORATIVA DO DIA MUNDIAL DE SAUDE-ANO INTERNACIONAL DO IDOSO, NO PALACIO DO PLANALTO. FOTO DIDA SAMPAIO/AE

FHC e Serra no governo tucano: entre elogios, farpas e piadas

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso usou o prefácio do primeiro volume de seus Diários da Presidência para se desculpar preventivamente com os amigos por comentários maldosos ou ácidos que permeiam o relato.

Um dos mais citados no índice remissivo da obra, que compreende os dois primeiros anos de governo, é o senador José Serra, então ministro do Planejamento.

Entre provocações –em dada altura, FHC diz que Serra se recusou a acompanhá-lo em uma viagem ao Chile porque não gosta quando os homenageados são outros, e não ele– e discussões sobre política econômica, o tucano tem papel proeminente no diário.

Na noite de segunda-feira, ao gravar o “Roda Viva”, FHC foi informado de que era o recordista de aparições no programa, seguido de perto pelo também ex-presidente Lula e pelo próprio Serra.

“Então vou deixar o Serra me passar!”, respondeu, de pronto, emendando uma gargalhada solta, seguida pela plateia e pelos entrevistadores.

Continua após a publicidade
Publicidade