Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Conteúdo para assinantes

Santos Cruz é mais uma vítima de olavetes e religiosos no governo

Substituto será outro general: Luiz Eduardo Ramos Baptista, atual comandante militar do Sudeste

Por Robson Bonin, Evandro Éboli Atualizado em 13 jun 2019, 18h44 - Publicado em 13 jun 2019, 17h38

Chefe da Secretaria de Governo da Presidência até esta quinta-feira, o ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz é mais uma vítima das correntes ideológicas, lideradas pelo ideólogo de direita Olavo de Carvalho, e correntes religiosas do bolsonarismo vinculadas ao lideranças evangélicas como o Pastor Marco Feliciano.

Sua queda é motivo de comemorações em gabinetes evangélicos da Câmara neste momento. Santos Cruz caiu em desgraça com as facções bolsonaristas em diferentes episódios, ao dar declarações públicas críticas a interferências de olavetes e religiosos nos rumos da política de costumes do governo. Também estava desgastado no Congresso, por segurar a liberação de verbas de emendas parlamentares.

Sua demissão, planejada e estudada, já vem acompanhada da escolha do substituto. Será outro general: Luiz Eduardo Ramos Baptista, atual comandante militar do Sudeste.

Antes de Santos Cruz, o ex-ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez caiu por tentar impedir movimentos de seguidores de Olavo de Carvalho no MEC.

Continua após a publicidade
Publicidade