Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Reta final quente

Findado o processo contra André Vargas, resta ao Conselho de Ética concluir o caso do notório Luiz Argôlo, amigo íntimo de Alberto Youssef. A reta final promete. A defesa de Argôlo pediu que o diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, seja ouvido. O último dia de depoimentos de testemunhas, provavelmente no dia 3, […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h13 - Publicado em 25 ago 2014, 09h22
Dores no peito

Youssef: amigo no Conselho de Ética

Findado o processo contra André Vargas, resta ao Conselho de Ética concluir o caso do notório Luiz Argôlo, amigo íntimo de Alberto Youssef. A reta final promete.

A defesa de Argôlo pediu que o diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, seja ouvido.

O último dia de depoimentos de testemunhas, provavelmente no dia 3, deverá ser bombástico.

Os advogados de Argôlo requisitam a presença da ex-contadora de Youssef, Meire Poza, que já compareceu ao colegiado para prestar esclarecimentos durante o processo de Vargas.

A defesa ainda pede que seja ouvida no mesmo dia em que Argôlo. Se o relator, deputado Marcos Rogério, topar, primeiro falará a ex-contadora e, em seguida, o amigo de Youssef.

Continua após a publicidade
Publicidade