Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O reforço do Planalto para adiar julgamento de partilha dos royalties

Luiz Eduardo Ramos se mostrou empenhado em trabalhar pela retirada de pauta do julgamento no STF

Por Mariana Muniz 24 out 2019, 14h10

Carioca, o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, se mostrou empenhado em trabalhar pela retirada de pauta no STF o julgamento que trata dos royalties do petróleo – marcado para o dia 20 de novembro.

Nesta terça-feira, Ramos se reuniu com o federal Wladimir Garotinho (PSD-RJ), que tem feito romaria pela Esplanada pelo adiamento do julgamento.

Assim como Garotinho, parte da bancada do Rio de Janeiro argumenta que uma decisão favorável à redistribuição dos royalties entre municípios e produtores levará o estado a um prejuízo de R$70 bilhões em cinco anos.

Publicidade