Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Radar TVeja: Senado começa a analisar processo

O pedido de impeachment de Dilma Rousseff começa oficialmente a tramitar no Senado nesta segunda-feira, quando será instalada a comissão especial de 21 senadores que vão analisar a admissibilidade do pedido. O colegiado, cujos integrantes já foram indicados pelos partidos, tem maioria favorável à abertura do processo: 14 de seus membros já se manifestaram desta […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h55 - Publicado em 25 abr 2016, 10h02

http://videos.abril.com.br/veja/id/0ac821b1d92fb8a66dba3634a8ebb25e?

O pedido de impeachment de Dilma Rousseff começa oficialmente a tramitar no Senado nesta segunda-feira, quando será instalada a comissão especial de 21 senadores que vão analisar a admissibilidade do pedido.

O colegiado, cujos integrantes já foram indicados pelos partidos, tem maioria favorável à abertura do processo: 14 de seus membros já se manifestaram desta maneira.

A presidência da comissão caberá ao peemedebista Raimundo Lira (PB), que tem adotado discurso afinado com o de Renan Calheiros: diz que vai usar os 10 dias úteis de prazo de que dispõe a comissão e deve conceder direito a defesa de Dilma já nesta fase, algo que não está previsto no rito definido pelo Supremo Tribunal Federal.

O impasse se dará na escolha do relator: o PSDB indicou Antonio Anastasia, ligado a Aécio Neves, mas o PT não aceita.

Apesar da objeção petista, a aliança entre PMDB e PSDB deve assegurar a vitória do mineiro na eleição dos cargos da comissão, prevista para terça-feira.

Cumprido todo o cronograma, o mais provável é que o plenário do Senado decida entre os dias 11 e 12 de maio sobre a abertura do processo.

Continua após a publicidade
Publicidade