Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Prova cabal

Principal autoridade do país no assunto, a secretária nacional de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, Juliana Pereira da Silva reuniu-se com representantes da Caixa Econômica no seu gabinete, em Brasília, cerca de dois meses atrás, para tentar ajustar condutas consideradas questionáveis pelo banco com seus clientes. Lá pelas tantas, Juliana dá como exemplo […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h20 - Publicado em 23 set 2013, 08h22

Reunião com representantes de banco

Principal autoridade do país no assunto, a secretária nacional de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, Juliana Pereira da Silva reuniu-se com representantes da Caixa Econômica no seu gabinete, em Brasília, cerca de dois meses atrás, para tentar ajustar condutas consideradas questionáveis pelo banco com seus clientes.

Lá pelas tantas, Juliana dá como exemplo a velha prática de se enviar cartões de crédito e débito a consumidores que jamais os requisitaram. A turma da Caixa rebate, dizendo que isso eles não faziam. Juliana, então, exibe a prova. Vai até a sua mesa, pega dois cartões que recebeu da própria Caixa, sem que houvesse pedido, e compara:

– Se isso acontece com a secretaria nacional de defesa do consumidor, que tem conta na Caixa, imagina o que não passam os outros clientes do banco, senhores.

Juliana nem precisou deixar claro que não estava pedindo nenhum favor, pois já havia ligado para a central de atendimento da Caixa e pedido o cancelamento os cartões.

Continua após a publicidade
Publicidade