Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Promessas de Bolsonaro com os EUA ainda no papel

Levantamento feito pela Câmara Americana de Comércio

Por Ernesto Neves - Atualizado em 23 set 2019, 12h09 - Publicado em 23 set 2019, 12h01

Levantamento feito pela Câmara Americana de Comércio (Amcham) mostra que seis meses após o encontro entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e Jair Bolsonaro, apenas dois dos 13 compromissos firmados saíram do papel. 

São eles a a isenção de vistos aos turistas americanos e a designação do Brasil como aliado extra-OTAN. Este último, na prática, sem nenhum efeito. Afeganistão, Tunísia e Filipinas já fazem parte desta lista há décadas. 

Ainda estão pendentes assuntos bem mais sérios, como o acordo de salvaguardas tecnológicas, as ações de facilitação de comércio e a abertura do mercado do Brasil para carne suína dos EUA.

 

Publicidade