Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da comissão da Previdência já votou em Lula, Dilma e Haddad

Marcelo Ramos (PR-AM) foi da juventude do PCdoB e atuou junto com Lindbergh Farias e Orlando Silva; oposição gostou da sua escolha

Nem a oposição entende bem como o deputado Marcelo Ramos (PR-AM) foi parar na presidência da comissão especial da reforma da Previdência. É que ele tem um passado ligado à esquerda.

No movimento estudantil foi da UJS, ligada ao PCdoB, partido que esteve filiado por dezessete anos. Já votou em Lula, Dilma e Fernando Haddad para presidente. Em 89, foi de Mário Covas no primeiro turno; ano passado, foi de Ciro. No segundo, “fui contra Bolsonaro”. Diz ele.

“Fui cooptado pelo PCdoB, mas hoje não combina mais com a minha forma de ver o mundo”.

Tem propósitos ambiciosos.

“Tracei um planejamento estratégico. Gosto de discursar todo dia no plenário, estar nas comissões e meu objetivo é falta zero”.

E posições firmes e sem medo de falar.

“Meu trabalho é de moderador e magistrado. De falar com a oposição e o PSL. Teve uma hora que a CCJ ficou completamente sem comando. E fiquei com essa ideia da moderação, de propor o diálogo”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s