Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Prefeitos que desrespeitaram isolamento agora imploram socorro em GO

Avanço de contaminações atinge o interior do estado e provoca corrida de gestores à capital

Por Robson Bonin - Atualizado em 22 Jun 2020, 11h20 - Publicado em 22 Jun 2020, 10h32

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, comeu o pão que o diabo amassou no início do isolamento social na pandemia. Só que o jogo virou.

Médico, Caiado bateu de frente com prefeitos que se rebelaram contra o fechamento das cidades. Agora, com a pandemia infestando o interior, os mesmos prefeitos que atacaram as ordens de Caiado — e deixaram que bares e o comércio continuassem abertos — imploram socorro.

Dois exemplos dessa tragédia irresponsável são os municípios de Iporá e Trindade. O primeiro tinha um caso no início de maio, quando o prefeito teimou em desrespeitar o isolamento social. No último dia 10, já eram 45 casos. Em Trindade, eram 22 casos no início de maio e um mês depois, sem isolamento, 79 caos. Em Trindade, há seis leitos de UTI. Em Iporá, nenhum.

ASSINE VEJA

Acharam o Queiroz. E perto demais Leia nesta edição: como a prisão do ex-policial pode afetar o destino do governo Bolsonaro e, na cobertura sobre Covid-19, a estabilização do número de mortes no Brasil
Clique e Assine

 

Publicidade