Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PGR pede que STJ reverta prisão domiciliar de Queiroz e Márcia

Casal foi colocado em prisão domiciliar durante o plantão do Judiciário pelo presidente do STJ; PGR agora se dirige ao relator do caso, Felix Fischer

Por Mariana Muniz Atualizado em 3 ago 2020, 13h32 - Publicado em 3 ago 2020, 12h41

A PGR pediu ao ministro Felix Fischer, do STJ, que restabeleça a prisão preventiva de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, e da mulher dele, Márcia Aguiar.

ASSINE VEJA

Os 10 fazendeiros que mais desmatam a Amazônia Leia em VEJA: Levantamento exclusivo revela os campeões da destruição. Mais: as mudanças do cotidiano na vida pós-pandemia
Clique e Assine

Os dois foram colocados em prisão domiciliar no início de julho por uma decisão do presidente do STJ, João Otávio de Noronha, que estava à frente do plantão do Judiciário. O pedido da PGR foi revelado pelo Globo e confirmado pelo Radar.

Fischer é o relator do habeas corpus apresentado pela defesa de Queiroz, alvo de um mandado de prisão em junho. Com a retomada dos trabalhos regulares do Judiciário caberá a ele agora decidir sobre o caso. O ministro precisou passar por uma cirurgia na última semana, mas já recebeu alta e está em casa.

 

Continua após a publicidade
Publicidade