Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para construir o discurso

O deputado tucano Carlos Alberto Lereia deu o último tiro para tentar se livrar do processo a que responde por quebra de decoro parlamentar. O motivo: sua fraterna amizade com o notório bicheiro Carlinhos Cachoeira. O apuração se arrasta há um ano. Daqui a pouco, às 19 horas, enfim, o Plenário da Câmara votará um […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h00 - Publicado em 23 abr 2014, 17h38
Amizade com bicheiro virou assunto da Executiva

Amigo do bicheiro Carlinhos Cachoeira

O deputado tucano Carlos Alberto Lereia deu o último tiro para tentar se livrar do processo a que responde por quebra de decoro parlamentar. O motivo: sua fraterna amizade com o notório bicheiro Carlinhos Cachoeira.

O apuração se arrasta há um ano. Daqui a pouco, às 19 horas, enfim, o Plenário da Câmara votará um pedido de suspensão do mandato do amigo do bicheiro de 90 dias.

No final da tarde de ontem, Lereia enviou aos gabinetes de seus colegas um documento com argumentos de sua defesa – uma espécie de pedido de clemência em forma de .

Agora, as excelências que quiserem perdoá-lo da quebra de decoro já tem até discurso…

Continua após a publicidade
Publicidade