Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os movimentos de Moro para saber quem está com ele em 2022

Ex-ministro de Bolsonaro sondou líderes políticos no Congresso para verificar se há apoio ao seu nome ao Planalto

Por Robson Bonin Atualizado em 7 out 2021, 16h30 - Publicado em 8 out 2021, 08h15

Com quem conversa sobre o futuro, Sergio Moro diz que só decide sobre a candidatura ao Palácio do Planalto em novembro. Beleza. Para o deputado Junior Bozzella, do União Brasil, ele disse mais. Já pediu o apoio do novo partido, nascido da fusão de PSL e DEM, para derrotar Jair Bolsonaro em 2022.

A consulta de Moro a caciques partidários sobre um eventual apoio eleitoral é parte do processo decisório. Se constatar que não tem aliados na largada. Ele talvez fique com o futuro bem remunerado na iniciativa privada. Seja qual for a decisão, ele será cobrado a dar uma resposta no dia 1º de novembro. O Podemos, partido que deseja filiar Moro, não vai esperar muito mais.

 

Publicidade