Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Oposição define novas datas de protestos contra Bolsonaro

Contra esvaziamento de atos e para ampliar adesão, partidos querem 'unificação contra o impeachment' como pauta central

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 15 set 2021, 14h06 - Publicado em 15 set 2021, 13h55

Partidos de oposição na Câmara dos Deputados aprovaram nesta quarta duas datas para a realização de mobilizações “unificadas”contra o governo Bolsonaro e a favor do impeachment.

O primeiro ato será no dia 2 de outubro e já estava sendo organizado pela campanha ‘Fora Bolsonaro’, das frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular. Já a segunda manifestação será em 15 de novembro.

O anúncio foi feito por PT, PSOL, PCdoB, PDT, PSB, PV, Rede, Solidariedade e Cidadania.

As legendas querem, agora, ampliar a adesão às mobilizações de “todos os que querem o impeachment”, independentemente de posições partidárias.

“Além de partidos de oposição e movimentos sociais, queremos fazer algo ainda mais amplo, com a presença de governadores, artistas, personalidades diversas. Sem sectarismos, sem antecipar debates eleitorais, sem hostilidades”, diz o comunicado do grupo.

No último domingo, atos organizados pelo MBL e pelo movimento Vem Pra Rua contra Bolsonaro tiveram participação considerada como baixa — em grande parte, por divergências dos partidos de esquerda.

Continua após a publicidade
Publicidade