Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O presidente interino do Incra e suas relações com Eldorado dos Carajás

José Líbio Matos, chefe de gabinete da presidência do órgão, substitui general

Por Evandro Éboli - 2 out 2019, 16h15

Servidor de carreira do Incra, o economista José Líbio de Moraes Matos foi nomeado hoje presidente substituto do órgão, no lugar do general Jesus Corrêa, demitido por Bolsonaro. O próprio Corrêa, oficialmente no cargo, assina a nomeação.

Líbio, chefe de gabinete da Presidência do instituto,  tem seu nome vinculado ao episódio do Massacre de Eldorado de Carajás, onde 19 sem-terra foram mortos por policiais militares, no Pará, em 1996, numa rodovia.

O servidor, à época, era superintende do Incra em Marabá, que emitiu laudo considerando a fazenda Macaxeira como produtiva.

Os sem-terra seguiam para Marabá para cobrar a desapropriação desse imóvel e sua destinação à reforma agrária.

Publicidade

O Incra tentava convencer o MST a assentar as famílias em outra região do estado.

Publicidade