Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A explosão dos streamings de música no Brasil

Apenas no Spotify, país já é o segundo do mundo com maior quantidade de usuários, atrás dos Estados Unidos

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 4 nov 2021, 22h22 - Publicado em 2 nov 2021, 09h30

O brasileiro aderiu de vez às plataformas de música. O país fechou o primeiro semestre de 2021 com mais de 60 milhões de usuários nos streamings de áudio, incluindo contas pagas e gratuitas.

O número não inclui as plataformas de vídeo e, ainda assim, representa um crescimento de 7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados foram levantados pela Análise do Mercado da Música no Brasil, pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Música Independente e que será divulgada em dezembro, no Rio Music Market.

Entre as plataformas analisadas, estão o Spotify, Amazon, Apple, Deezer, Tidal e YouTube Music.

A pesquisa mostra que apenas no Spotify, por exemplo, o Brasil é o segundo país do mundo com maior quantidade de usuários, atrás apenas dos Estados Unidos e seguidos pelo México.

Continua após a publicidade

Publicidade