Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No PSL, roupa suja se lava em público

Dos 53 deputadosda bancada, 40 atacam correligionários em suas redes

Por Evandro Éboli Atualizado em 11 jan 2021, 11h44 - Publicado em 11 jan 2021, 13h23

Na véspera da reunião da direção do rachado PSL, que pode culminar até com expulsão dos “dissidentes”, a bancada do partido na Câmara se atraca em público.

Pelo menos 40 dos 53 deputados usam as redes sociais para atacar os colegas de partido publicamente. A divergência agora é sobre quem apoiar para presidir a Câmara.

O PSL bolsonarista, que tem no ex-líder do governo Vítor Hugo (GO) seu expoente, quer distância de Baleia Rossi, do MDB. Apoia Arthur Lira, do Centrão.

“Absurdo o PSL trair seus eleitores e se ligar a um bloco que tem PT, PCdoB, PDT e PSB, que defenderam tudo contra o que lutamos esses anos”‘, postou Vítor Hugo.

Do outro lado, Bozzella Junior (SP), ponta de lança da turma ligada a Luciano Bivar e fechada com Baleia, vai para cima.

“Infiéis, reincidentes e esquizofrênicos. Ainda há tempo dos deputados não entregarem nossa democracia para um tirano. BolsoLira jamais”, publicou Bozzella.

É apenas um recorte do que rola nas redes.

 

Continua após a publicidade
Publicidade