Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Metrô de SP busca geração de energia limpa

Proposta precisa incluir a produção de pelo menos 120 Megawatts por mês

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 5 ago 2020, 20h06 - Publicado em 6 ago 2020, 18h32

De olho na geração de nova receitas, o Metrô de São Paulo autorizou 14 empresas e consórcios a desenvolverem estudos para a geração de energia limpa e renovável. A ideia é fornecer energia para a alimentação das linhas e estações da Companhia. O objetivo é ter fontes mais sustentáveis, reduzindo o valor gasto com energia, que atualmente é o segundo maior da empresa, além de gerar mais receita.

A proposta precisa incluir a produção de pelo menos 120 Megawatts (MW) por mês, dos quais 60 MW serão fornecidos ao Metrô para utilização na tração dos trens e alimentação elétrica das estações das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata. O excedente poderá ser vendido no mercado. As empresas têm 120 dias para concluir seus projetos.

Publicidade