Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mano Brown e Drauzio Varella discutem desigualdade social no Brasil

No segundo episódio, podcast do rapper é o mais ouvido do Brasil no Spotify

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 1 set 2021, 16h53 - Publicado em 1 set 2021, 16h30

O rapper Mano Brown estreou seu podcast Mano a Mano na quinta-feira passada e o primeiro episódio com a cantora Carol Koncá é o mais ouvido desta semana do Spotify no Brasil. 

O projeto, que é uma produção original do serviço de streaming de áudio, terá no total 16 entrevistas conduzidas pelo fundador dos Racionais MC’s. A partir da meia noite desta quinta-feira vai ao ar o segundo episódio da série, com uma conversa com o médico Drauzio Varella. 

Brown e Varella falaram, entre outros assuntos, da desigualdade social no país. O médico, que tem atuação histórica junto à população carcerária, ouviu o cantor dizer que quase foi preso quando era jovem e que por pouco não morreu precocemente. 

“Eu podia ter parado em uma detenção também, fácil. Eu já me imaginei, em alguns momentos da minha vida, achava que não ia viver muito”, disse o rapper, que afirmou ainda que a desigualdade no país é estrutural e que mudanças demandam ações drásticas.

“Às vezes eu penso que o Brasil foi construído em cima de uma pirâmide de injustiças. Se você quiser arrumar, você vai ter que tirar o tijolo que está lá na base, lá embaixo, lá que tem que mexer”, afirmou o MC. 

Continua após a publicidade
Publicidade